20.6.06

CONSUL


Para a CONSUL, refrigerador não é luxo, muito menos ostentação. E por isso, a marca continua levando o conforto e a tecnologia da refrigeração para milhares de lares brasileiros. Mas nem só de refrigeradores vive a marca, que possui compromisso de oferecer eletrodomésticos que seja sinônimo de qualidade e confiança para milhares de donas de casa brasileiras. O conceito parte da sua casa continua sendo a cara da marca. Afinal ela faz parte integrante do dia a dia criando, inovando e lançando produtos que vão ao encontro das necessidades e aspirações do consumidor.

A história
Tudo começou na cidade de Brusque, Santa Catarina, em 1945, na pequena oficina Tiradentes. Dois homens curiosos e idealistas, Guilherme Holderegger e Rudolfo Stutzer, fabricavam anzóis, fios elétricos e peças para bicicletas e consertavam de tudo um pouco. Até que um dia apareceu uma geladeira a querosene, importada, para consertar. Geladeira no Brasil naquela época, só importada, e encontrada somente na casa de gente muito rica. Não sobrou peça sobre peça. Os dois desmontaram toda a geladeira, estudaram cada pedacinho e partiram para o que na época era uma grande aventura: fabricar o primeiro refrigerador brasileiro.


Juntamente com Wittich Freitag e com ajuda financeira do cônsul Carlos Renaux, rico empresário do ramo da tecelagem e do qual Stutzer era motorista e amigo, o primeiro refrigerador foi chamado de CONSUL (escrito sem acento) em homenagem ao benfeitor. Quando a oficina virou fábrica em 1950 num pequeno galpão de 680m² na cidade de Joinville, a homenagem permaneceu e deu origem à Indústria de Refrigeração Consul. O primeiro refrigerador, batizado de CONSUL JÚNIOR, que era a querosene e funcionava com resistência elétrica, logo se transformou em um enorme sucesso. O novo refrigerador tinha porta aproveitável que possuía espaçosos compartimentos para ovos, frutas e garrafas e podia fazer 12 cubos de gelo. Para a época era uma revolução e tanto.


A primeira logomarca foi uma reprodução da assinatura do cônsul Carlos Renaux. Para fazer a marca, era usada uma chapa de metal cromado, que depois tinha que ser recortada com uma serra tico-tico, dificultando assim esculpir o acento circunflexo da palavra, que acabou sendo excluído do nome. Inicialmente a meta era produzir um refrigerador por dia. Logo foi mudada para cinco por dia. A fábrica começou a crescer e teve que contratar mais funcionários. A conquista de novos mercados faz parte, desde o início, dos ideais e planos da marca. Em 1951, a CONSUL já demonstrava ousadia em ultrapassar as fronteiras do Estado de Santa Catarina ao enviar o seu primeiro carregamento de refrigeradores ao Rio de Janeiro. A mercadoria, 32 refrigeradores cuidadosamente embalados, foi transportada em caminhão e a jornada para a Capital Federal daquela época não foi nada fácil pelas estradas brasileiras, em mau estado de conservação.


Em 1958 os refrigeradores da CONSUL passaram a ser elétricos. Já no final da década a CONSUL tinha muito para comemorar. Se, no ano de sua fundação a empresa dava os primeiros passos com a fabricação de 22 refrigeradores, em apenas seis anos a produção anual subiu para mais de 3 mil unidades. O ano de 1959 trouxe a fabricação recorde de mais de 14.600 unidades. Isso, graças ao espírito empreendedor da marca e à aquisição de novas máquinas e equipamentos mais modernos, instalados nos novos prédios que ocuparam o lugar do velho galpão, em Joinville. Nesta época, o momento econômico, favorecido pelo governo do presidente Juscelino Kubitschek, permitiu a CONSUL ingressar na disputa pela conquista do mercado internacional com a venda do primeiro lote de refrigeradores, tanto a querosene como elétrico, ao vizinho Paraguai. Às vésperas de completar uma década de vida, os objetivos de crescimento foram ultrapassados graças à vontade e ao esforço de seus fundadores e colaboradores. Nesta época, a CONSUL ganhava ares de uma indústria de porte, totalmente nacional.


A entrada na década de 60 deu-se com uma produção de 30 mil refrigeradores por ano. Desde 1967, ano em que participou de sua primeira feira internacional, em Lima, no Peru, a CONSUL marcou presença nos principais eventos do segmento no mundo. Era a forma de mostrar ao mundo que os produtos brasileiros não tinham nada a dever aos estrangeiros em tecnologia e qualidade. Nos anos dourados, a empresa aprimorou o sistema de isolamento térmico e lançou o modelo CONSUL JÚNIOR, precursor do frigobar. Outras novidades foram os lançamentos da linha “Capacidade Total”, refrigeradores com paredes comprimidas e mais espaço interno; e do Supercongelador, seu primeiro freezer doméstico para atender uma exigência do mercado.


Em meados de 1972, o refrigerador de número 1.000.000 saía das linhas de montagem indo direto para um lugar muito especial: a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais). Por ser um produto que simbolizava 22 anos de lutas e conquistas, a CONSUL decidiu dar a ele um destino nobre, em vez de comercializá-lo no Brasil ou embarcá-lo para algum outro país. Nesta década, atenta aos padrões estéticos da época, introduziu cores vibrantes – vermelho, azul, verde e amarelo – na sua linha de refrigeradores, além do refrigerador Maxi Super, onde cada detalhe era prático e elegante, como exemplo, porta-laticínio na parte superior do painel da porta, amplo congelador horizontal, portas-ovo removíveis e grades inteiriças e livres de parede a parede.


Aos poucos a CONSUL foi ampliando o seu catálogo de produtos, incluindo secadora de roupas, nos anos 80; fogões, fornos de micro-ondas e lavadoras, na década de 90. Nesta época, a CONSUL chegou a exportar seus produtos para 100 países ao redor do mundo. Para serem exportados, muitas vezes os produtos tinham que sofrer adaptações para atender as normas de segurança de cada país e o gosto do consumidor local. Os asiáticos, por exemplo, não queriam produtos brancos, porque essa é a cor do luto deles. Os refrigeradores que iam para o Caribe tinham que ser de cores variadas como azul, verde, amarelo e vermelho, para combinar com a alegria e o clima da região. Em países da América Latina era costume assar carne direto na grade do forno. Por isso, os fogões que iam para lá tinham uma bandeja que ficava por baixo da grade, para recolher o suco da carne. Já para outros países do Oriente Médio e Ásia, os fogões precisavam ter cinco bocas, quatro redondas e uma retangular, ideal para assar peixes. A CONSUL faz as adaptações necessárias para cada destino e seguia rigorosamente os padrões internacionais de qualidade e segurança.


Em 1994 ocorreu a fusão com a Brastemp, formando assim a Multibrás S.A. Eletrodomésticos, tendo como objetivo fortalecer a posição de ambas as marcas no mercado nacional, que no ano de 2000 foi adquirida pela americana Whirlpool. A partir deste momento a CONSUL reviu totalmente suas estratégias internacionais, com foco exclusivo no Merco Sul, principalmente em países como Argentina e Chile. Recentemente a marca adotou um novo posicionamento de mercado: “Bem Pensado”, uma alusão à expressão repetida na rotina dos brasileiros quando se referem às boas ideias, refletidas em todos os seus inovadores produtos. Afinal a CONSUL é próxima, espontânea, atual, alegre, jovial, bem-humorada e inspira confiança. A CONSUL conhece seu público como ninguém e por ser tão próxima, o ajuda a ter uma rotina mais simples, prática e prazerosa com boas ideias. Só assim sobra tempo para curtir a família e cuidar do bem estar de todos com carinho.


A linha do tempo
1969
Lançamento do Supercongelador, o primeiro freezer doméstico.
1971
Lançamento do primeiro condicionador de ar totalmente produzido no país. Todos os modelos foram projetados com tecnologia nacional e vinham equipados com ventiladores radial e axial, que permitiam maior volume de ar, melhor distribuição e menos ruído.
1980
Lançamento da secadora de roupa super automática, que secava até 8 quilos de roupa molhada.
1984
Introdução do curso de congelamento Freezer Show Consul, criado para ensinar donas de casa as técnicas de congelamento para um melhor aproveitamento dos alimentos, o que resultava em muito mais economia, em uma época em que a inflação era galopante. No curso, por exemplo, as participantes aprendiam como era vantajoso comprar nas safras, a preços mais baixos, para consumir nas entressafras, quando o valor subia. Para isso, era necessário preparar o alimento em grandes quantidades, deixando-o pronto para serem saboreados a qualquer hora.
1989
Lançamento do Split Master, novo conceito em tecnologia para condicionador de ar que revolucionou o mercado. O novo aparelho, um produto inteligente resultado da mais avançada tecnologia, tinha como característica o funcionamento de duas unidades independentes. A unidade evaporadora, que refrigera, aquece e filtra o ar, era instalada na parte interior do ambiente, o que dispensava a desagradável abertura de buracos na parede. A unidade condensadora, onde fica o compressor, era instalada na parte externa do ambiente, fora da casa, a uma distância de até 10 metros. Além disso, o ar condicionado Split era muito mais silencioso, bonito e prático.
1990
Lançamento da linha de fogões e fornos micro-ondas.
2004
Lançamento do primeiro refrigerador nacional de uma porta com dispenser de água externo.
2006
Lançamento da linha de fogões SuperSeguro, que possuía válvula de segurança no forno. Antes mesmo da implantação da regulamentação de fogões com o Programa Brasileiro de Etiquetagem, em 2002, a CONSUL já seguia rigorosamente os padrões de segurança estipulados pelo Inmetro, como os pés antitombamento, o vidro duplo na porta do forno, entre outros itens.
2007
Lançamento da linha de refrigeradores Aquarela, que permitiam escrever e desenhar nas portas e nas laterais. Uma verdadeira diversão para a criançada.
Lançamento da linha de refrigerador Bem-Estar, que possuía um exclusivo filtro para evitar a proliferação de fungos e bactérias nos alimentos.
2008
Lançamento do forno micro-ondas Aquarela, único da categoria que possuía um espaço especial na porta para o consumidor personalizá-lo. Ele vinha com 12 fichas de receitas, espaço para colar fotos, anotar telefones importantes e deixar recados.
Lançamento do aspirador de pó compacto FIT, ingressando em uma nova categoria de produto.
Lançamento do primeiro refrigerador de uma porta do mercado brasileiro com a tecnologia Frost Free.
Lançamento da lavadora Floral, com função Reaproveita Água, que permite ao consumidor reutilizar a água para lavar outros lotes de roupas, proporcionando uma economia de até 50%.
2010
Ingressa no segmento de purificadores de água com o lançamento de um modelo compacto que não precisa de energia elétrica.
Lançamento da linha FACILITE, composta por aspirador de pó, micro-ondas, fogão, geladeira e lavadora, cuja principal característica é descomplicar a vida do consumidor. Os produtos são de fácil manuseio, inteligentes e extremamente econômicos.
2012
Lançamento da linha EMBUTIR, composta por coifas, cooktops de quatro e cinco bocas e forno elétrico de 60 litros, que trazem a proposta de deixar a cozinha mais aconchegante e bonita.


Campanhas que fizeram história
Em 1967, surgiu o mais querido garoto-propaganda da CONSUL: o Leão-Marinho, que era uma associação direta com o frio, reforçando a identidade da marca junto aos produtos de refrigeração. O Leão-Marinho aparecia vestido de fraque e cartola, inspirado na aparência do cônsul Carlos Renaux, que deu origem ao nome da marca. Mais tarde, o simpático Leão ganhou outras versões, como em 1973, quando ele virou herói de uma história em quadrinhos. Surgia então o Super Leão-Marinho. Em 1978, depois de uma bem sucedida carreira, o Leão saiu de cena para dar lugar à campanha “Põe na Consul”, que tinha como objetivo consolidar a marca como sinônimo de congelador.


A famosa campanha se tornou uma das mais bem sucedidas na história da publicidade brasileira. Depois do êxito conquistado com o slogan “Consul, a marca da tranquilidade” veio o sucesso que entrou para o repertório cotidiano das rádios, televisões, revistas e jornais: “Põe na Consul – agora mais do que nunca”.


Em 2004, a marca CONSUL mudou seu posicionamento de comunicação, que passou a ser mais forte e consistente, contando ainda com uma nova assinatura: “Parte da sua casa”. Este novo conceito revelava, de uma maneira muito própria, detalhes do dia-a-dia das famílias brasileiras que só uma marca que é parte da casa, como a CONSUL, poderia conhecer. A marca visava construir uma relação íntima com seus consumidores, permitindo assim um envolvimento com muitas famílias e uma participação única no cotidiano do consumidor.


A evolução visual
O primeiro logotipo da marca era apenas a assinatura do cônsul Carlos Renaux. Em 1955, a marca ganhou uma chama em seu logotipo, que representava o sistema de absorção do querosene usado nos refrigeradores. Um novo logotipo da marca foi criado em 1958. A chama, representada no logotipo anterior desapareceu e a marca ganhou um traço mais arrojado para representar os modernos refrigeradores elétricos. Outra mudança ocorreu em 1963, quando o logotipo da CONSUL ficou mais instigante com a adição de um cristal de neve, que em um segundo olhar se transformava num cubo de gelo. Uma ideia criativa e original para ressaltar a marca de refrigeração CONSUL. Em 2004, a marca adotou uma nova identidade que incluía fortes símbolos como a musicalidade, imagens e cores bem brasileiras, que traduziam os atributos da CONSUL: a alegria e o otimismo, sempre ligados às raízes populares do país. Esse logotipo também remetia à alegria e versatilidade do país por meio do movimento do sorriso e das cores verde e laranja. No início de 2013 a CONSUL apresentou a Consul um novo posicionamento, uma nova identidade visual e a primeira campanha institucional da marca. O novo logotipo ganhou uma nova tipologia de letra com traços mais arredondados e valorizou o verde limão, cor característica da marca.


Os slogans
Bem pensado. (2013)
Parte da sua casa. (2004)
A escolha da mulher brasileira. (2004)
Amiga da gente. (2000)
Põe na Consul. (1978)
A marca da tranquilidade. (1978)


Dados corporativos
● Origem: Brasil
● Fundação: 15 de julho de 1950
● Fundador: Carlos Renaux, Guilherme Holderegger, Rudolfo Stutzer e Wittich Freitag
● Sede mundial: São Paulo, Brasil
● Proprietário da marca: Whirlpool S.A.
● Capital aberto: Não
● Presidente: João Carlos Brega
● Faturamento: R$ 3 bilhões (estimado)
● Lucro: Não divulgado
● Fábricas: 3
● Presença global: 3 países
● Presença no Brasil: Sim
● Funcionários: 15.200 (Whirlpool)
● Segmento: Eletrodomésticos
● Principais produtos: Refrigeradores, lava-roupas, micro-ondas e fogões
● Concorrentes diretos: Esmaltec, Dako, Continental, Electrolux e Arno
● Slogan: Bem pensado.
● Website: www.consul.com.br

A marca no mundo
A linha CONSUL, que engloba refrigeradores, freezers verticais e horizontais, condicionadores de ar, fogões, lavadoras, lava-louças, forno de micro-ondas, depuradores de ar, centrífuga de roupa, climatizadores, ventiladores de teto e aspiradores de pó, é comercializada em todo Brasil, além de ser exportada para Argentina e Chile. A marca CONSUL é líder em vendas no mercado brasileiro de linha branca e está presente em aproximadamente 54% dos lares brasileiros. Em seus mais de 60 anos de história, já comercializou mais de 38 milhões de refrigeradores, 6.7 milhões de condicionadores de ar, 4.4 milhões de fogões, 2.4 milhões de lavadoras e 900 mil micro-ondas.

Você sabia?
Há 22 anos consecutivos, a CONSUL é a marca mais lembrada na categoria refrigeradores, segundo a pesquisa Top of Mind, do jornal Folha de São Paulo.
CONSUL também é sinônimo de engajamento. A marca possui uma ação social – o Instituto Consulado da Mulher – há oito anos, que atua diretamente nas comunidades com alto índice de vulnerabilidade social, tendo como foco a geração de renda para a melhoria da qualidade de vida de famílias chefiadas por mulheres. A ação social já beneficiou mais de 32 mil mulheres em todo país.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Isto é Dinheiro, Exame e Época Negócios), jornais (Valor Econômico e Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas).

Última atualização em 8/2/2013

3 comentários:

Anônimo disse...

Caraca, perfeito!
Tudo de informação que eu precisava! Mandou bem!

nelson.poeta@gmail.com disse...

Gostei da história.

Gabriel disse...

Pra mim faltou o logo com o floco de gelo do lado.