29.5.06

SKOL


Frequentemente são vistas em rodas de amigos, rodas de samba, mesas redondas, e também quadradas, de muitos bares e botecos. São indispensáveis para assistir uma partida, onde a redonda é a estrela principal (para quem está em dúvida, é futebol mesmo), em reuniões redondamente alegres, na maioria dos ambientes redondamente descontraídos, e nas praias, onde elas são o objeto de desejo. Onde tem alegria, tem SKOL, a cerveja que desce mais redonda do Brasil. 

A história 
Curiosamente a história da SKOL não começou no Brasil. A origem da marca tem início exatamente no dia 25 de agosto de 1964 na Europa, quando quatros importantes cervejarias, Allied Breweries (Reino Unido), Labatt (Canadá), Pripps-bryggerierna (Suécia) e Unibra (Bélgica), em uma tentativa de criarem uma marca global de cerveja, que seria licenciada para ser produzida em vários países, fundaram a SKOL INTERNATIONAL. Na língua sueca, Skol (escreve-se skål) significa “à vossa saúde/à nossa saúde”, expressão que muitas pessoas usam antes de fazer um brinde ao levantarem seus copos. A cerveja SKOL PILSEN chegou ao Brasil pouco depois, em 1967, sob licença, após alcançar grandes resultados no velho continente. Mas a missão no mercado brasileiro era complicada, afinal existiam marcas centenárias como a Antarctica, Brahma e a Bohemia. Inicialmente foi a pequena Cervejaria Rio Claro, fabricante da tradicional Caracu, que lançou o produto no mercado brasileiro, e na sequência a Brahma adquiriu a marca para uso exclusivamente no país.


A partir da década de 1970 a marca começou a revolucionar o então monótono segmento brasileiro de cervejas, e a partir deste momento o mercado nunca mais seria o mesmo. Uma inovação puxou a outra. E a família SKOL não parou mais de crescer com o lançamento da primeira lata em folha de flandres (1971), laminado composto por ferro e aço e revestido por estanho; a primeira lata em alumínio (1989), permitindo assim a conservação da cerveja gelada por muito mais tempo; a embalagem long neck com tampa de rosca e a lata de 473 ml (conhecida como latão da SKOL) em 1993; a nova versão da embalagem long neck de 355 ml, dentro do padrão internacional para embalagens descartáveis, em 1996; e a primeira lata com boca redonda (abertura maior), em 1997. Nesta época, a SKOL era a número 3 no mercado brasileiro de cervejas, atrás apenas das tradicionais Brahma e Antarctica. Sua participação de mercado na época era de 19.7% e a marca possuía imagem sólida e uma boa rede de distribuição em todo território nacional.


Foi na década de 1990 que a marca SKOL começou a investir maciçamente em marketing, como por exemplo, em 1998 quando apostou na exposição de seu produto nos pontos-de-venda para impulsionar o mercado. Suas tradicionais geladeiras se tornaram objeto de desejo para marmanjos de todo o país. A partir de 1999, a SKOL passou a fazer parte da Companhia de Bebidas das Américas (AmBev), resultado da fusão entre as cervejarias Brahma (detentora da marca) e Antarctica. Ainda este ano, dando continuidade ao patrocínio à grandes eventos, a marca SKOL, patrocinadora oficial do Campeonato Brasileiro de Supercross, trouxe pela primeira vez ao Brasil, o então campeão mundial da modalidade, Jeremy Macgrath, para uma apresentação free style (estilo livre). Ainda este ano, o evento Skol Rock encerrou o grande festival de bandas inéditas com a exibição do grupo Offspring. A marca fechou o ano com o lançamento da campanha “2000 o verão mais redondo do planeta”. Essas ousadas ações conquistaram milhões de consumidores jovens e formadores de opinião. Nesta época, era praticamente impossível uma aglomeração com galera jovem sem latas e garrafas de SKOL na mão. Churrasco então, nem pensar em não ter SKOL.


Finalmente em 2002 a SKOL atingiu o posto de cerveja mais consumida do Brasil, mantendo esta posição até os dias de hoje, com mais de 30% de participação de mercado. Nos anos seguintes as inovações não pararam: Big Neck de 500 ml; Geladona, garrafa que conserva a temperatura por mais tempo; a embalagem multipack com 18 unidades (2007), a Skol Redondinha que gela rapidinho, incluindo sua versão Skol Beats para tomar em qualquer lugar; e a Skol Litrão, que literalmente não deixa o quarto copo vazio. Inovando novamente e desta vez com um toque de ousadia, em 2012, a marca criou, em parceria com a chocolateria Folie, um ovo de páscoa de chocolate trufado com cerveja SKOL. Com um leve gosto de cerveja, o Redondinho foi vendido em pequenos engradados com seis unidades. E no ano seguinte mais uma surpresa: um sorvete no sabor de cerveja SKOL, produzido pela Rochinha e vendido em edição limitada.


Finalmente em 2014, lançou a Cervejeira Consul, produto com edição limitada, que tinha design exclusivo: na cor amarela, com estampa arredondada. Neste eletrodoméstico a cerveja gela sem congelar, por meio de um com controle eletrônico, com cinco níveis de temperatura, que chegam até -4°C, para deixar a bebida na temperatura ideal. Inspirada nas geladeiras grandes de bares, a Cervejeira Skol tinha display de temperatura na porta com visualização do espaço interno. O produto era Frost Free, não precisava descongelar nunca, e garantia baixíssima variação de temperatura entre as latas e as garrafas.


A SKOL atua com pioneirismo, irreverência, espírito jovem, buscando sempre surpreender o consumidor com ações inovadoras. Foi assim que a marca se transformou em sinônimo de pioneirismo e entretenimento no segmento de cervejas no mercado brasileiro. Mas uma pergunta permanece no ar: qual será a próxima inovação de SKOL? Provavelmente extremamente redonda, como diriam seus consumidores.


A linha do tempo 
1994 
Lançamento da SKOL BOCK, cerveja escura e mais forte que a original para ser consumida no inverno. 
2002 
Lançamento da cerveja SKOL BEATS, que revolucionou o mercado pelas características que o consumidor desejava para as ocasiões de agito: teor alcoólico na medida certa (5.2%), menor amargor e pouco sabor residual. Na embalagem, uma revolução: a garrafa long neck transparente (330 ml) com design moderno e inovador. Seu formato sinuoso fazia referência ao “S” de SKOL, com o nome projetado em alto relevo. 
2004 
Lançamento da SKOL BIG NECK, uma garrafa (500 ml) para consumo individual que dispensava o abridor, pois tinha tampa de rosca, proporcionando o prazer de beber na garrafa com sua boca “redondona”. 
2005 
Lançamento, no verão, da SKOL GELADONA, uma edição limitada vendida em uma lata de 473 ml que conservava a cerveja gelada por muito mais tempo, graças a uma tecnologia de isolante térmico inédita no país, que impedia a passagem do calor externo para o líquido. 
2006 
Lançamento da SKOL LEMON, cerveja com baixo teor alcoólico e um toque de limonada. A decisão de lançá-la foi fundamentada em pesquisas que sinalizaram que na Alemanha essa categoria de cerveja é a que mais cresce e equivale atualmente a 5% do mercado germânico, um dos maiores do mundo, Porém, o produto não agradou ao público brasileiro, sendo considerado um dos poucos erros que a marca cometeu durante os últimos 20 anos. 
Lançamento da garrafa de 600 ml com termômetro que avisa quando a cerveja está gelada. A garrafa possui um rótulo termosensível que muda de cor quando o líquido está no ponto certo para beber. O novo rótulo trazia uma seta transparente que ficava gradativamente azul a partir de -4°C, temperatura considerada ideal para o consumo da cerveja. 
2008 
Lançamento da nova garrafa de vidro, com 630 mililitros, ou seja, 30 mililitros a mais que as garrafas-padrão da categoria. A nova garrafa tinha alguns recortes diferenciados. O corpo e o gargalo eram mais afunilados com a palavra AmBev escrita em alto relevo, e desenho de um abridor de garrafas. Além disso, o pescoço foi remodelado para ajudar a pegada na hora de servir e evitar que o consumidor segure o corpo da garrafa, esquentando a bebida. Esta garrafa estava disponível inicialmente apenas na cidade do Rio de Janeiro. 
Lançamento da SKOL LITRÃO, embalagem retornável em vidro de um litro. 
Lançamento da SKOL REDONDINHA, lata de 269 ml, menor e mais fina, como nova aposta da marca no segmento de cervejas. A lata possuía a tecnologia termosensível, capaz de avisar quando a cerveja está na temperatura ideal para ser consumida. 
2010 
Lançamento do SKOL CINCÃO, primeiro barril com 5 litros de cerveja do mercado brasileiro. Disponível primeiramente nos principais supermercados da cidade de São Paulo, a novidade tinha como conceito o “Impressionantemente redondo”
Lançamento da garrafa de 300 ml, perfeita para qualquer ocasião. 
Lançamento da garrafinha de vidro de 250 ml, batizada de SKOL RAPIDINHA, que chegou ao mercado como a 12ª e menor embalagem da marca. 
Lançamento da SKOL 360º, desenvolvida após três anos de pesquisas e que trazia ao consumidor um novo produto, atendendo à um apelo antigo do público cervejeiro: uma cerveja que não estufa e não empanturra. Para ser produzida, essa cerveja passa por um processo de fabricação inovador, realizado com ciclo rápido de baixa fermentação, o que serviu de inspiração para o nome do novo produto. O inusitado slogan de lançamento do produto era “A cerveja com bebabilidade”.


2013 
Lançamento da SKOL BEATS EXTREME, uma cerveja mais alcoólica (com 6.9% de graduação) e comercializada em uma garrafa preta, pouco comum para o segmento. A versão foi criada especialmente para casas noturnas, mirando um público frequentador de festas, e não bares. 
Lançamento das garrafas de alumínio (473 ml e com cinco estampas diferentes), que depois de vazias, podem se transformar em diferentes objetos de decoração, batizadas de SKOL DESIGN. Paralelamente foram vendidos kits de decoração com peças que transformam o produto em luminárias, relógios, galheteiros, castiçais ou vasos. 
2014 
Lançamento da cerveja SKOL BEATS SENSES, que concentra música, balada e o universo jovem em uma única e exclusiva embalagem azul que se diferencia dos concorrentes, mas mantém o tom de voz e a personalidade da marca. A cerveja tem 8% de graduação alcoólica.


Marketing agressivo 
Com espírito jovem, inovador e ousado, a marca acredita sempre que a realização de patrocínio a eventos culturais é uma das formas de atingir seu público-alvo (jovens entre 18 e 27 anos) e consolidar sua posição de liderança no mercado nacional. Justamente por isso, as inovações da SKOL não se limitaram apenas à linha de produção e embalagens. Afinal, SKOL sempre foi uma cerveja de espírito jovem, criada para ser compartilhada entre amigos. E dessa vontade nasceram eventos que se transformaram em autênticas manifestações culturais: SKOL BEATS, festival que abrangia os mais diversos estilos de música eletrônica, sendo a primeira marca a investir neste tipo de evento no ano de 2000, quando foi realizada a primeira edição; SKOL STAGE, um projeto itinerante voltado para quem gosta de música e está sempre antenado a novos sons; BLOCO SKOL no Carnaval de Salvador; SKOL FOLIA, projeto no qual a marca busca estar presente nos principais eventos de música baiana do país; SKOL SENSATION, um espetáculo de sensações com os melhores DJs, performances, sons e luzes, realizado pela primeira vez em 2009 e que se transformou no maior evento de música eletrônica do planeta, arrastando em sua última edição mais de 40.000 pessoas; SKOL PRAIA, um evento que é um paraíso a céu aberto realizado em diversas praias brasileiras, com serviços exclusivos como chuveiro com água doce, banheiros, guarda-sóis, esteiras, cadeiras, DJs, diversão e muita música eletrônica; SKOL FACUL, um circuito de festas e eventos universitários; e mais recentemente SKOL RADIO, um novo aplicativo que permite acompanhar as últimas tendências do cenário pop, conferir agendas de eventos e personalizar playlists; e SKOLAND, um blog que trata de música, cinema, cultura pop e viagens.


Em 2014, a marca apostou alto em plataformas ao redor da música; não só foi a patrocinadora oficial do Festival Lollapalooza como também lançou três selos musicais sob a bandeira SKOL MUSIC. Para reforçar seu propósito de cerveja jovem, a marca mantém um forte compromisso com a inovação. Com uma linha de produtos que vão muito além da cerveja, expande as fronteiras da marca e cria relevância para o consumidor. Para facilitar o “churrasco da galera”, por exemplo, lançou em parceria com a Consul uma geladeira que prometia acabar com o malabarismo entre a cerveja e o congelador, gelando até 75 latinhas sem congelá-las. Além disso, continua mantendo o S.A.C Skol (serviço de atendimento ao churrasqueiro), que reúne dicas e informações para amadores do churrasco.


Uma comunicação redonda 
A comunicação da marca tem um divisor de águas. Entre 1990 e 1996, a SKOL assumiu diversos posicionamentos e tentou diferentes slogans. Havia descontinuidade em sua estratégia de comunicação, foco, formato, linguagem, público-alvo e investimento em mídias. Foi então que a SKOL passou a se conectar com os consumidores por meio de um sabor, uma postura, uma linguagem, um design, cenários, atividades e patrocínios únicos. Um exemplo de sucesso em sua comunicação é o famoso slogan criado em 1997: A cerveja que desce redondo. Ele mostra como uma linguagem certa pode criar valor para a marca. A linguagem captura descritiva e emocionalmente a imagem de uma cerveja saborosa. O slogan virou um mantra - desce redondo – fazendo parte do cotidiano e do vocabulário dos brasileiros. Quando algo dá certo no Brasil, ouve-se a expressão desceu redondo, um sinal concreto da força do slogan. Pesquisas mostram que 80% dos consumidores repetem o slogan da SKOL espontaneamente. A seta giratória ratifica a proposta do slogan – desce redondo -, e se transformou em ícone da marca. Vinte meses após o lançamento do novo posicionamento da marca, a SKOL passou à frente das tradicionais marcas Brahma e Antarctica. Tornou-se a cerveja líder no Brasil, com uma fatia de 24.7% do mercado (julho de 1998). Além disso, moderna e irreverente, a marca sempre colocou no ar campanhas bem humoradas e inovadoras como os inesquecíveis comerciais: Tatuís (que pode ser assistido abaixo), Pedidas, ET e Raio X de ET.

   

Redonda com responsabilidade 
A SKOL é a marca pioneira em publicidade de consumo responsável, quando lançou, em 2001, a primeira campanha sobre o tema, onde através de uma vinheta veiculada nos principais jogos de futebol televisionados, latinhas de SKOL se transformavam em táxi, lembrando que esse tipo de transporte é a melhor opção quando se consome bebida alcoólica. Em abril de 2003, a campanha para reforçar a questão do consumo responsável de bebidas alcoólicas ganhou o criativo slogan “Beber redondo é beber com responsabilidade”. Em 2005, os cantores Carlinhos Brown e Falcão (do grupo O Rappa) foram outros porta-vozes do consumo responsável, lançando o “Manifesto Redondo”. A partir de 2008, a campanha de conscientização começou a utilizar o tema “Motorista da rodada”, uma forma de incentivar as pessoas a elegeram o motorista que conduzirá o veículo, e obviamente não irá ingerir bebidas alcoólicas. A marca também utiliza suas embalagens como ferramenta para a divulgação da campanha estampando a frase “escolha o motorista da rodada antes de abrir e faça um brinde a ele depois”.


A evolução visual 
O logotipo da SKOL passou por algumas modificações ao longo dos anos. A partir da década de 1990 assumiu uma imagem literalmente redonda para acompanhar o posicionamento e conceito da marca. Com isso, a identidade visual adotou além da tradicional seta vermelha a cor amarela.


Nas alterações seguintes o símbolo do “redondo” (representado por uma seta) acabou sendo incorporado definitivamente à letra O do nome da marca. Além disso, novas tipografias de letras foram adotadas.


A última alteração ocorreu no ano de 2012 quando o logotipo apresentou uma nova tipografia de letra (mais moderna e alongada).


Além disso, o design de suas latas (ícone da SKOL) também foi modernizado e acompanharam a evolução visual da marca. A última modernização aconteceu em 2012 quando as latas adotaram definitivamente a cor amarela. Além disso, a seta, que simboliza o slogan “Desce redondo”, ganhou ainda mais destaque.


Os slogans 
A vida manda quadrado, você devolve redondo. (2013) 
Um por todos. Todos por uma. (2010) 
Porque redondo é rir da vida. (2009) 
Com Skol tudo fica redondo. (2006) 
Tá na Roda? Tá Redondo. (2005) 
A cerveja que desce redondo. (1997) 
Sai dessa abre uma Skol. (1990)


Dados corporativos 
● Origem: Europa 
● Lançamento: 25 de agosto de 1964 
● Criador: Quatro cervejarias 
● Sede mundial: São Paulo, Brasil 
● Proprietário da marca: Companhia de Bebidas das Américas (Ambev) 
● Capital aberto: Não 
● Diretor geral: Bernardo Pinto Paiva 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Valor da marca: R$ 11.606 bilhões (2014) 
● Presença global: 20 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Segmento: Bebidas alcoólicas 
● Principais produtos: Cervejas 
● Concorrentes diretos: Heineken, Itaipava, Kaiser, Schin, Brahama e Antarctica 
● Ícones: A inovação no setor de cerveja 
● Slogan: A vida manda quadrado, você devolve redondo. 
● Website: www.skol.com.br 

O valor 
Segundo a consultoria britânica Interbrand, somente a marca SKOL está avaliada em R$ 11.606 bilhões, ocupando a posição de número 3 no ranking das marcas mais valiosas do Brasil. 

A marca no mundo 
A cerveja SKOL (cuja marca pertence à cervejaria dinamarquesa Carlsberg e comercializada no Brasil sob licença da Ambev) é líder absoluta do mercado brasileiro com aproximadamente 30% de participação, sendo a quinta cerveja mais consumida do mundo. Hoje em dia a SKOL oferece uma gama completa de opções de embalagens para seus consumidores: latas (269 ml, 350 ml, 473 ml e 550 ml) e garrafas (250 ml, 300 ml, 355 ml, 500 ml, 600 ml e 1 litro), além do barril de cinco litros. A marca SKOL é comercializada pela cervejaria Carlsberg ainda em 20 outros países, especialmente africanos e asiáticos. Porém, a cerveja é bem diferente da produzida no Brasil, incluindo sua comunicação visual. 

Você sabia? 
A SKOL não disponibiliza para venda aos consumidores as famosas geladeiras personalizadas presentes em diversos bares e em suas campanhas publicitárias. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Exame, Isto é Dinheiro, Época Negócios e Veja), jornais (Valor Econômico e Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo do Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 13/3/2015

7 comentários:

Anônimo disse...

gostaria de ver alista de paises que possui a cerveja shol

Anônimo disse...

Caramba, sem noção esse povo oO... Me deu diarréia mental de ler isso! Sem brincadeira. Um post tão bacana e uns comentários desse tipo ¬¬''... Só por Deus mesmo!

Blog magnífico! Amo isso aqui. Agradeço ao blogueiro por disponibilizar esse tipo de informação!

Anônimo disse...

a cerveja skol é diferente como em outros países?E pq??

Anônimo disse...

Obrigada pelas informações! Estou fazendo um trabalho da matéria "Mix comunicacional e marca" e vou falar sobre a Skol. Esse post tá me ajudando bastante!

=)

adriel disse...

excepcional esse post me ajudou mto no trabalho agora so falta eu passar kkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

Anônimo disse...

oiiiiii
to fazendo um trabalho sobre gestao de marcas focado no crecimento da skol esse post me ajudou muito... ela agora é a sexta marca que mais cresceu no mundo todo... fala sobre isso tb! valeu galera
bjo

Uninove Paulistana disse...

Parabéns ao blog,excelente para busca de informações.