18.5.06

GAP

 

A celebração máxima do “Streetwear Made in U.S.A.” com visuais básicos e coleções neutras, necessária nos armários e closets mais versáteis e descolados do mundo. Assim é a GAP, com suas roupas acessíveis e tendências que sintetizam o visual casual no melhor estilo democrático como um bom moletom. GAP é fácil. Fácil de comprar, fácil de usar e fácil de identificar. A marca virou ícone do varejo para uma geração de consumidores que queria vestir um jeans básico e uma camiseta, em vez de roupas formais, para trabalhar e passear. Marca queridinha dos americanos e com fãs em centenas de países, a GAP é um sucesso para quem gosta de conforto e praticidade sem deixar de ser “cool”. O jeans e peças-chave como os moletons traduzem a jovialidade da marca, que veste com naturalidade todas as idades e tamanhos.

A história
A GAP foi fundada na cidade de San Francisco, estado americano da Califórnia, no dia 21 de agosto de 1969, pelo casal Donald e Doris Fisher, como uma pequena loja de roupas multimarcas, que vendia também discos de vinil, e poucos empregados. Eles estavam extremamente frustrados com a falta de serviços, entenda-se atendimento, decentes aos consumidores e a tendência da moda de outros varejistas, cujas calças jeans tinham padronização de tamanho única. Inicialmente com o nome the gap, no começo escrito com letras minúsculas, vendia calças e jaquetas jeans, especialmente da tradicional marca Levi’s, além de camisetas e roupas básicas para o dia-a-dia. Nesta época a nova loja vendia calças jeans que custavam em média aproximadamente US$ 7. A loja, cujo público alvo variava entre jovens de 12 a 25 anos, tinha alguns diferenciais: provadores completamente fechados e paredes utilizadas para expor as calças jeans. O nome da nova loja derivou das crescentes diferenças entre crianças e adultos, a chamada “geração gap”, que teve seu auge com o movimento hippie. Um dos lemas da empresa na época era “Levi’s para moças e rapazes”. As vendas atingiram o valor de US$ 2 milhões em 1970, quando uma segunda loja foi aberta na cidade de San José, também na Califórnia. Pouco depois, em 1972, a the gap iniciou o lançamento de roupas com sua própria marca, e se tornou uma das primeiras varejistas a utilizar o nome da loja como marca em seus produtos. No ano seguinte a rede já possuía mais de 25 lojas, ingressando também na costa leste americana com a inauguração de uma unidade em Voorhees, New Jersey.

 

Nos anos seguintes a pequena rede de lojas conquistou uma clientela fiel que procurava roupas casuais e versáteis para o dia-a-dia. Em meados de 1982 a the gap começou a investir mais em sua própria marca de roupa e pararia de vender os produtos da Levi’s uma década depois. Foi nesta época, em 1983, que a empresa comprou a Banana Republic, então com apenas duas lojas e uma coleção centrada em roupas de viagens e temas de safári. Neste momento a marca se reinventou para ser competitiva no mercado, mudando seu visual e remodelando seu logotipo, agora escrito com letras maiúsculas. Pouco depois ingressou em um novo nicho de mercado ao lançar roupas e acessórios para crianças. A primeira loja fora dos Estados Unidos foi inaugurada na cidade de Londres em 1987, fazendo com que a marca ganhasse projeção internacional. O faturamento, nesta época, atingia US$ 1 bilhão. No ano seguinte a marca lançou uma enorme campanha publicitária, denominada “Individuals of Style” (“estilos individuais”, em português), onde pela primeira vez contratou celebridades para atuarem como modelos. Várias celebridades protagonizaram a campanha nas próximas duas décadas, como por exemplo, a cantora Madonna, o estilista Karl Lagerfeld e as atrizes Sarah Jessica Parker e Scarlett Johansson.

 

Nos próximos anos a expansão da marca teve continuidade com a inauguração da primeira loja no Canadá em 1989 na cidade de Vancouver; com o início das vendas de seus produtos na badalada Galeries Lafayette em Paris no ano de 1993; com a inauguração, em 1995, de sua moderna loja âncora no sofisticado bairro de Ginza em Tóquio; e com a inauguração de uma loja no Alaska em 1998, contando neste momento com unidades em todos os 50 estados americanos. Esse enorme crescimento da GAP se deveu a Millard Drexler, o CEO que soube trabalhar como ninguém a essência da marca e transformá-la em um símbolo da geração X. Seu foco em vender roupas básicas como jeans, camisetas e a icônica calça cáqui (Khakis), além de campanhas publicitárias divertidas e alegres, transformaram a GAP em um símbolo do varejo americano.

 

Em 2006, iniciou uma ampla reforma e modernização de suas lojas. As novas lojas GAP tinham lousas na porta dos provadores, nas quais eram escritos o nome do cliente; dentro deles, carpetes, controle de luminosidade e botão para chamar o vendedor. Tudo para tornar o atendimento mais pessoal e casual. A entrada do departamento masculino e a do feminino eram separadas e entre as araras havia ambientes com poltronas, jornais e garrafinhas de água. A ideia era eliminar a imagem de loja popular, com nenhuma personalidade e poucos agrados ao consumidor.

 

Em 2007, a marca iniciou a abertura de suas primeiras unidades no Oriente Médio e em outros países asiáticos (no Japão a GAP já estava presente com mais de 90 unidades). Dois anos mais tarde, deu continuidade a sua internacionalização com aberturas de lojas no México, Israel, Jordânia e Romênia. Além disso, sua loja virtual estendeu seu alcance de entrega para 90 países ao redor do mundo. Recentemente, em 2010, a GAP inaugurou sua primeira loja âncora em Milão na Itália, que em seu dia de inauguração bateu todos os recordes de vendas. Além disso, com a inauguração de quatro lojas na China a marca ingressou no segundo maior mercado consumidor do planeta. Em 2011, mais novidades: inaugurou suas primeiras lojas franqueadas no Cazaquistão, Sérvia, Polônia, Chile, Ucrânia, Egito e Marrocos. Atualmente, a GAP faz mais uma tentativa de retomar o crescimento investindo pesado na linha 1969, com jeans de cortes clássicos, e em parcerias com grandes nomes da moda (Stella McCartney, Diane von Furstenberg e Pierre Hardy, que já criaram linhas infantis e de acessórios para a marca americana).

 

A linha do tempo
1984
Lançamento da famosa camiseta básica denominada Pocket T-Shirt.
1986
Inauguração da primeira GAP KIDS, uma loja com roupas e acessórios para crianças, na cidade de San Mateo, estado da Califórnia.
1990
A linha BABY GAP, composta por roupas e acessórios para recém-nascidos, estreou na loja GAP KIDS em San Francisco.
1994
Lançamento de seu primeiro perfume.
Inauguração em agosto da primeira GAP FACTORY OUTLET, uma ponta de estoque para vender seus produtos por um preço mais em conta que nas lojas tradicionais da marca.
Lançamento da marca OLD NAVY com a inauguração de sua primeira loja na cidade de Colma na Califórnia. A marca possuía coleções simples, modernas e baratas. Apenas quatro anos depois de seu lançamento a Old Navy já faturava US$ 1 bilhão.
1995
Lançamento de uma linha de produtos de cuidado pessoal, acondicionados em embalagens modernas de aço inoxidável.
1996
Introdução da GAP BODY, uma completa linha de cuidado pessoal, que incluía perfumes, roupas íntimas e roupas para dormir.
1997
Inauguração da loja virtual da marca.
2000
Lançamento da coleção GAP MATERNITY, uma linha de roupas e produtos para gestantes, inicialmente disponível exclusivamente em sua loja virtual. Somente três anos depois a linha foi introduzida em suas lojas físicas.
2005
Lançamento de uma nova rede chamada FORTH & TOWNE, cuja primeira loja foi inaugurada no Palisades Center em West Nyack, Nova York. O enorme desapontamento em relação às vendas e a crise interna da empresa culminaram com o encerramento da marca 18 meses depois.
2006
Lançamento da marca de calçados PIPPERLIME em sua loja virtual.
Introdução da coleção GAP RED, que incluía entre outras peças, camisetas produzidas no Lesoto com algodão africano. Parte das vendas desses produtos é revertida para a The Global Fund (www.theglobalfund.org), que têm como missão a ajuda de crianças e mulheres infectadas com o vírus VIH/SIDA no continente africano.
2010
Lançamento da GAP BODY FIT, uma completa linha de roupas femininas para a prática de esportes e atividades físicas.

 

Campanhas que fizeram história
Em 2006 a GAP começou a apresentar o novo layout de suas lojas, que ganharam uma nova decoração. Para comunicar esta mudança e novo posicionamento em seus pontos de venda, a marca americana requisitou que a agência Crispin Porter + Bogusky de Miami criasse um filme comercial para divulgar o fato aos seus consumidores. Os criativos da agência encontraram uma forma divertida e pouco convencional de comunicar que as lojas da rede iriam ganhar uma “cara nova”. Para assistir ao filme “Dust”, que ganhou um leão de prata no badalado Festival de Cannes, clique no ícone abaixo.

 

A evolução visual
Foi somente em 1983 que a marca, até então conhecida como The Gap, alterou radicalmente sua imagem. A palavra “The” foi retirada de seu nome, que passou a ser escrito em letras maiúsculas. Além disso, seu logotipo foi completamente alterado: uma caixa quadrada azul-escura com o nome da marca dentro escrito em branco. Surgia assim um ícone do segmento varejista americano que iria fazer parte da cultura de milhões de pessoas.

 

Já faz alguns anos que a GAP vem sofrendo, não só com o envelhecimento e letargia que parece ter se apossado da marca, como também com o crescimento agressivo das concorrentes. Silenciosamente, no início do mês de outubro de 2010, a marca renovou seu tradicional logotipo, que para muitos faz parte da cultura americana, gerando uma avalanche de críticas e até mensagens de ódio através de um perfil no Twitter. A explicação, dada pela própria empresa: a GAP está se renovando, contratando estilistas renomados, modernizando suas lojas e uma nova identidade visual é uma “evolução” natural, resultado do momento que a marca está atravessando. De nada adiantou a justificativa e explicação. Parece que a mudança radical não adiantou para diminuir a onda de fúria que se alastrou em sites de moda, design, marketing e redes sociais. Foi então, que mesmo após uma entrevista defendendo a nova versão do logotipo, a GAP sinalizou que a nova identidade visual da marca poderia não ser definitiva. E fez mais. Requisitou novos desenhos e ideias para os fãs com uma mensagem que dizia “We love our version, but we’d like to see other ideas” (Nós adoramos a nossa versão, mas gostaríamos de ver outras ideias). Mas, a enorme repercussão negativa fez com que a empresa, poucos dias depois, desistisse da ideia e voltasse atrás em modificar seu tradicional logotipo.

 

Os slogans
Be Bright. (2012)
Your Own GAP. (2008)
Peace. Love. Gap. (2006)
Individuals of Style. (1988)
Winter into the Gap. (1974)
Fall into the Gap. (1974)

 

Dados corporativos
● Origem: Estados Unidos
● Fundação: 21 de agosto de 1969
● Fundador: Donald e Doris Fisher
● Sede mundial: San Francisco, Califórnia
● Proprietário da marca: GAP Inc.
● Capital aberto: Sim (1976)
● Chairman & CEO: Glenn Murphy
● Presidente (América do Norte): Art Peck
● Faturamento: US$ 14.5 bilhões (2011)
● Lucro: US$ 833 milhões (2011)
● Valor de mercado: US$ 12.6 bilhões (junho/2012)
● Valor da marca: US$ 4.040 bilhões (2011)
● Lojas: 1.175
● Presença global: 40 países
● Presença no Brasil: Sim
● Maiores mercados: Estados Unidos, Canadá, Japão e Reino Unido 
● Funcionários: 132.000
● Segmento: Vestuário
● Principais produtos: Roupas casuais e acessórios
● Concorrentes diretos: H&M, Zara, Uniqlo e Abercrombie & Fitch
● Outros negócios: Old Navy, Banana Republic, Piperlime e Athleta
● Slogan: Be Bright.
● Website: www.gap.com

O valor
Segundo a consultoria britânica Interbrand, somente a marca GAP está avaliada em US$ 4.040 bilhões, ocupando a posição de número 84 no ranking das marcas mais valiosas do mundo. A empresa também ocupa a posição de número 167 no ranking da revista FORTUNE 500 de 2011 (empresas de maior faturamento no mercado americano).

A marca no mundo
Somente a marca GAP, que fatura mais de US$ 5.5 bilhões, tem 1.175 lojas espalhadas pelos Estados Unidos (onde estão concentradas mais de 1.000 unidades) e mais 40 países, como Reino Unido, Canadá, México, França, Japão, Coréia do Sul, Cingapura, Índia, Indonésia, Irlanda, Kuwait, Filipinas, Omã, Arábia Saudita, Turquia, Paquistão e Malásia, empregando 132 mil pessoas. Além disso, a marca possui mais 230 lojas GAP OUTLET espalhadas pelos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido. No Brasil a GAP vende seus produtos nos Duty Free dos aeroportos de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Porto Alegre. A GAP e a Old Navy (1.014 lojas e faturamento de US$ 5.5 bilhões somente nos Estados Unidos) respondem pela maior parte das vendas da empresa, que ainda é proprietária da Banana Republic (626 lojas), Piperlime e Athleta (11 lojas). Através de seu comércio eletrônico a GAP vende seus produtos para mais de 90 países no mundo, incluindo o Brasil.

Você sabia?
A ideia de que GAP significa “Gay and Proud” (“Gay com orgulho”, em português) é uma lenda urbana.
A família Fisher detém 37% das ações da empresa.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek, Time e Exame), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 7/6/2012

35 comentários:

Anônimo disse...

Onde eu encontro roupas da marca GAP?

Obrigada pela atenção.

Anônimo disse...

Pois, eu também gostaria de saber.
Não encontro informação em lado nenhum.

J. L. disse...

aonde eu encontro lojas da Gap na Itália ?! mais especificadamente em Vicenza.

celina disse...

Estive na Florida em janeiro de 2008, comprei uma havaiana listrada da GAP na propria loja e quando cheguei no Brasil e useia por apenas uma hora, as listras começaram a sair. Gostaria de saber onde posso reclamar.
Obrigada
Celina
dipompo@ig.com.br

....... disse...

ola onde posso encontrar uma loja GAP no brasil?

Anônimo disse...

tem loja da GAP em Lisboa??
Se tiver diga-me onde porfavor!!

Anônimo disse...

há uma gap no brasil na daslu

disse...

existe loja GAP em curitiba?

Anônimo disse...

Alguém sabe me informar onde tem uma loja GAP na região de americana,campinas,limeira...
Obrigada pela atenção

rita disse...

existe loja da GAP aqui no Brasil? ou que revenda roupa dessa marca, mais especificamente em Curitiba?

Otávio disse...

Oande encontro GAP no Brasil ?????
me responde!!!
por favor.

Anônimo disse...

OLÁ EU GOSTARIA DE SABER ONDE POSSO ENCONTRA LOJA DA GAP EM SÃO PAULO CAPITAL??? SERÁ QUE ALGUÉM PODE ME DAR UMA LUZ????

OBRIGADA
TATIANA LIMA

Anônimo disse...

oi,eu tenho uma loja no interior de minas,e gostaria de saber como eu faço para revender essa marca em minha loja?será que é dificil?terei que ir aos EUA?

Anônimo disse...

Aonde eu encontro lojas de revendedores da GAP no Brasil?

Anônimo disse...

Gostaria de saber onde posso encontrar uma loja da GAP em liboa
Obrigado

Anônimo disse...

em sao paulo ouvi dizer que há no shopping cidade jardim..

karina disse...

gostaria de comprar roupas da gap pela internet em londres e enviar por correio, existe alguma loja em londres em q posso fazer isso?

Luisa disse...

onde posso encontrar GAP no Rio de Janeiro fora do aeroporto? Obrigado.

Julio disse...

autorizada ou loja ou revenda da gap lisboa portugal?? sabem me dizerse ha obrigado....

cristiana disse...

olá,gostaria de saber onde encontro uma loga em braga portugal ou redondesas

Carol disse...

Gostariaa de saber , aonde tem lojas da GAP , aqui em São Paulo !

gaaab disse...

Gostaria de saber se tem loja da GAP em SP!!!

Anônimo disse...

Não há lojas da Gap no Brasil, apenas em alguns Duty Free em aeroportos, principalmente no embarque e desembraque internacional!

Anônimo disse...

Olá, onde posso encontrar roupas da marca GAP em Lisboa?

Obrigado

Anônimo disse...

Sei que não fui a unica a colocar esta questão, mas ainda assim coloco-a de novo: Sabe onde posso encontrar lojas GAP em Lisboa? Fico a aguardar o seu feedback.
Obrigada

Anônimo disse...

AMO AS LINHA INFANTIL DA GAP..POREM GOSTARIA DE ENCONTRA UMA LOJA NO BRASIL...PODE-ME INFORMAR AONDE??

Anônimo disse...

Aonde eu posso comprar aqui no Brasil por um bom preço? Ou tem um site para recomendar?
Aguardo a resposta!!!

Cleverton disse...

Free shops nos aeroportos do Brasil. Aqui. Em Porto Alegre tinha. Agora já não seí mais.

Jessica disse...

Bom dia!

Muito boa esta matéria!

Estava a procura de alguns site que vendesse várias marcas famosas para o Brasil.
E vi que muitas pessoas está nessa mesma procura!
Achei alguns sites, mas o melhor foi este:

http://www.ositedamoda.com.br

Abraço!

Danilo S. Moura disse...

O que quer dizer as iniciais G.A.P?

iisa estefani disse...

Gente me ajuda porfavor ! , me deem algumas dicas ! , uma amiga da minha mae vai para os eua e nao sei oque peçoo !!

Anônimo disse...

Para portugal pode encomendar no site da gap.eu que entregam em casa por dhl e não fica caro, já experimentei e funciona mto bem.Espero ter ajudado

Anônimo disse...

No aeroporto de Congonhas menina!

Anônimo disse...

No site deles (www.gap.com) da pra comprar. Eles entregam no Brasil,mas acho que se for com cartão tem que ser o internacional.

Anônimo disse...

PARA QUEM QUER SABER ONDE TEM ROPA DA GAP:
uma dica não compre nos aéroportos são muito caras.
compre no site da GAP mesmo e sai bem mais barato.