18.7.06

ITAÚ

Mais de 4.000 agências espalhadas pelo Brasil. Aproximadamente 29 mil caixas eletrônicos. Quase 40 milhões de clientes. O banco on-line mais conhecido do país, e também o mais moderno. Serviços exclusivos e personalizados. O ITAÚ, não somente é um dos maiores bancos brasileiros, mas também o mais moderno, feito sob medida para você.

A história
Com a entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial, o governo brasileiro baixou medidas de represálias econômicas contra alemães e italianos. Uma dessas medidas determinou a liquidação de filiais de bancos cujas matrizes estivessem nos países inimigos, o que provocou o encerramento das atividades de diversos bancos tradicionais em São Paulo. Foi neste contexto que surgiu o Banco ITAÚ. A história do tradicional banco tem início na pequena cidade de Pratápolis, distrito de Itaú, Minas Gerais, quando Alfredo Egydio de Souza Aranha, um advogado e empresário empreendedor, fundou, no dia 30 de dezembro de 1943, o Banco Central de Crédito. No ano seguinte, após um período de organização administrativa do novo banco, foram obtidas as primeiras cartas patentes pela Caixa de Mobilização e Fiscalização Bancária, autorizando o banco a realizar operações bancárias, com a abertura de quatro agências em locais diferentes. De posse das primeiras cartas patentes autorizando-o à realizar operações bancárias, o Banco Central de Crédito abriu sua primeira agência na sede situada na Rua Benjamin Constant, 187, em São Paulo, no dia 2 de janeiro. Ao final do primeiro ano de atuação, o banco já contava com três agências - a sede e duas no interior de São Paulo (Campinas e São João da Boa Vista), com 22 funcionários no total.


Ao final da década, o Banco Central de Crédito possuía 11 agências, sendo três delas na cidade de São Paulo e oito no interior. No ano de 1951, foi inaugurada a agência de Santos, intensificando, assim, a atuação do banco perante as companhias exportadoras de café. Em 1952, o governo federal recomendou a alteração da razão social do Central de Crédito, objetivando reservar essa denominação para a instituição que passaria a ser o Banco Central do Brasil. Assim, a razão social foi alterada para Banco Federal de Crédito. Três anos mais tarde, com dez anos de funcionamento, o banco contava com 24 agências e 113 funcionários. O crescimento continuou com a inauguração de novas agências. Em consequência, aumentava o número de clientes, que passaram a buscar os bancos para as mais diversas operações. As décadas de 60 e 70 foram marcadas por diversas incorporações, fusões e aquisições, que proporcionaram um rápido crescimento ao banco. A primeira aquisição foi a do Banco Paulista de Comércio, em 1961.


Pouco depois, em janeiro de 1962, ocorreu a inauguração da primeira agência fora do Estado de São Paulo, na Rua do Ouvidor, no Rio de Janeiro. Já nessa época, a mecanização do processamento de dados começava a se tornar cada vez mais importante. As primeiras máquinas adquiridas, ainda em 1961, eram utilizadas na contabilização de contas correntes e autenticação de documentos. A seguir, vieram as primeiras máquinas do Sistema Hollerith, ampliando a capacidade do processamento do banco. Ainda nesta década, em 1964, com a aquisição do primeiro computador IBM, foi possível acelerar o desenvolvimento de sistemas de processamento. Entretanto, como esse desenvolvimento era lento, a única alternativa de crescimento rápido estava na fusão com outro banco. Assim, a primeira fusão se deu com o Banco Itaú S.A., um banco ligado a empresários mineiros. Com essa fusão, surgiu o Banco Federal Itaú S.A. No ano seguinte, o Banco Federal Itaú começou a funcionar com uma rede de 112 agências, estendendo-se por seis estados brasileiros: São Paulo, Rio de Janeiro, Guanabara, Mato Grosso, Minas Gerais e Paraná. Com isso, passou a ocupar a 16ª posição no ranking dos maiores bancos do país.


Em 1966, com a lei da Reforma Bancária (ocorrida em 1964), os bancos foram autorizados a criar bancos de investimento no Brasil. O Banco Federal Itaú foi o pioneiro nessa iniciativa, obtendo a primeira carta patente para um banco de investimentos do país, com a constituição do Banco Federal Itaú de Investimentos. Surgiu então a oportunidade de uma nova fusão, desta vez com o Banco Sul Americano do Brasil. Com nova denominação, o Banco Federal Itaú Sul Americano S.A. iniciou suas atividades com 184 agências concentradas nos estados de São Paulo (129 agências) e Paraná (33 agências), além de algumas unidades em Minas Gerais (13 agências), Guanabara (6 agências), Mato Grosso (2 agências) e uma no Distrito Federal. O primeiro esforço no sentido de unificar a identidade das diferentes instituições que o ITAÚ englobava ocorreu nesse ano com a criação do logotipo triangular do Banco Federal Itaú Sul Americano. Em 1969, uma nova fusão foi realizada, com o objetivo de ampliar a participação no ranking dos bancos nacionais. Dessa vez, com o Banco da América S.A. Assim, o novo Banco Itaú América S.A. passava a contar com uma rede de 274 agências distribuídas pelos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Distrito Federal e Bahia.


A década de 70 foi um período de rápido crescimento não só pela expansão interna, mas pelas sucessivas aquisições dos bancos Aliança, Português do Brasil e União Comercial. Em 1973, era evidente a força do nome ITAÚ perante o público. Um nome simples, original, de fácil memorização, capaz de traduzir, com apenas quatro letras, a imagem que se buscava consolidar: simplicidade e solidez. Com isso, a razão social foi alterada, e o banco passou a denominar-se Banco Itaú S.A. (Itaú: pedra escura, em tupi-guarani, originária da cor do clínquer, mineral utilizado para a fabricação do cimento). No final dessa década o banco deu os primeiros passos para sua atuação internacional, com a abertura das agências de Nova York e Buenos Aires. O conturbado ambiente político e econômico do país na década de 80 aconselhavam o retorno ao crescimento interno. O ITAÚ adquiriu apenas um pequeno banco, o Pinto de Magalhães. No final da década, foi um dos primeiros a transformar-se em banco múltiplo, formalizando juridicamente sua organização interna que já assim se delineara desde os anos 70. Nessa década, entretanto, estabeleceu-se firmemente como “Banco Eletrônico”, evidenciando sua prioridade à tecnologia de ponta.


Em 1994, foram fundados os Bancos Itaú Europa, Itaú Argentina e Itaú Bank (Cayman), ampliando a visão e a operação internacional do conglomerado financeiro. No ano seguinte, teve início uma nova fase de expansão por meio de aquisições. O ITAÚ adquiriu o BFB - Banco Francês e Brasileiro, reforçando sua posição no segmento de clientes de alta renda, tesouraria e corporate banking.


No final dos anos 90, o governo do presidente Fernando Henrique Cardoso iniciou o processo de privatização de bancos estatais, que foram a principal causa da expansão do ITAÚ nesta década. Nesse período, adquiriu o Banco Banerj (junho de 1997), Bemge - Banco do Estado de Minas Gerais (1998), Banestado - Banco do Estado do Paraná (outubro de 2000) e BEG - Banco do Estado de Goiás (2001). Em maio de 2006, o banco comprou, por US$ 2.2 bilhões, as operações do BankBoston (subsidiário do Bank of America) no Brasil, Chile e Uruguai. Com a operação, o ITAÚ agregou 5.500 clientes, 200 funcionários especializados e US$ 3.666 bilhões em ativos, dobrando sua carteira de private banking no exterior. Os 203 mil correntistas do BankBoston do Brasil foram integrados ao ITAÚ PERSONNALITÉ.


Mais recentemente, no início do mês de novembro de 2008, o ITAÚ anunciou uma gigantesca fusão com o Unibanco, formando assim o maior banco do país e o maior grupo financeiro do hemisfério sul, cujo valor de mercado fez com que ele ficasse situado entre os 15 maiores do mundo. Tratava-se de uma instituição financeira com a capacidade de competir no cenário internacional com os grandes bancos mundiais. Os números do resultado da fusão foram gigantescos: o total de ativos combinado era de mais de R$ 623 bilhões, aproximadamente 4.800 agências e postos de atendimento (representando 18% da rede bancária brasileira) e 14.5 milhões de clientes de conta corrente (18% do mercado). Em volume de crédito, representou 19% do sistema brasileiro, e em total de depósitos, fundos e carteiras administradas atingiu 21%. Nos anos seguintes, como acontece no caso de grandes fusões, a marca mais forte (ITAÚ) absorveu a Unibanco, que deixou de existir.


A linha do tempo
1972

A preocupação com a cultura, já presente, leva o banco a criar as Itaú Galerias que passam a exibir exposições de arte em algumas agências.
1976
Lançamento do Cheque Estrela Itaú, para identificar clientes de maior potencial. Em qualquer agência, o “portador de estrelas” recebia tratamento diferenciado. A idéia teve tanto sucesso que as estrelas, nos anos 80, foram incorporadas ao logotipo ITAÚ.
1979
Com a especialização cada vez maior do sistema bancário, o ITAÚ deu início à segmentação de seus clientes, dividindo o mercado de contas correntes em corporate e varejo.
Com a evolução do uso da tecnologia nos serviços bancários, surge a necessidade de desenvolvimento de equipamentos e softwares específicos para serem utilizados na rede de agências. A criação de sistemas de atendimento on-line assinalava o crescimento da concorrência pelos clientes.
Criação da Itaú Tecnologia S.A. (conhecida popularmente como Itautec) para atuação na área de eletrônica digital, prestando serviços e fabricando equipamentos e componentes para informática e automação bancária.
1981
Após mais de um ano de desenvolvimento do projeto, em março, o Banco Eletrônico é oficialmente instalado, na sede da Rua Boa Vista. Nos meses seguintes ele foi ampliado para outras 24 agências localizadas em São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro. Nos terminais das agências eletrônicas, os clientes recebiam informações sobre o saldo de contas correntes e de cadernetas de poupança, faziam consulta de cheques, de débitos automáticos e dos últimos lançamentos, além de obterem o extrato dos últimos 30 dias.
1985
Com a evolução do Banco Eletrônico, o ITAÚ decide criar sua própria rede de auto-atendimento, que aproveitava a rede de agências existente. Os caixas eletrônicos, quiosques isolados em pontos estratégicos das cidades, passavam a oferecer aos clientes a comodidade de realizarem operações fora do horário de expediente bancário e em locais de fácil acesso.
1991
Devido a um processo de reformulação do sistema de atuação no mercado de varejo, a ampliação da segmentação começou com a criação do Private Bank, para atender pessoas físicas de grandes recursos.
1992
Seguindo a tendência de modernização, a comunicação visual do ITAÚ foi reformulada, com a criação de uma nova marca, que vinha para modernizar a linguagem do banco. Dos talões de cheques e cartões magnéticos ao mobiliário das agências, toda a programação visual foi reorientada.
2004
Criação da Ouvidoria Itaú, uma ação que unia agências, centrais de atendimento ao cliente e áreas da administração central, com o objetivo de ouvir os clientes.
2008
Passa a oferecer serviços exclusivos no mercado brasileiro via celular. Assim, todos os clientes que possuíam aparelhos celulares com tecnologia 3G passaram a ter acesso a uma série de serviços, com muito mais velocidade, por meio do Itaú Mobile. Entre os serviços, estava a TV Itautrade, que exibia diariamente vídeos com as principais notícias sobre investimentos, a posição consolidada da carteira de fundos de investimentos por meio de gráficos, além do acesso a relatórios da Itaú Corretora, em formato PDF.
Lançamento do portal de classificados iCarros, uma ferramenta prática cujo objetivo era facilitar a compra e a venda de automóveis pela Internet, potencializando as vendas das revendedoras e oferecendo praticidade aos usuários.
2011
Lançamento da iConta, uma conta corrente destinada a clientes que queiram utilizar exclusivamente os canais eletrônicos do banco (Itaú 30 horas na internet, telefone, celular, iPad e caixas eletrônicos) para fazer o gerenciamento e realizar movimentações financeiras.


A estrutura
ITAÚ
É o segmento de varejo do banco — o de maior visibilidade —, oferecendo serviços de conta corrente, poupança, cheques especiais, empréstimos pessoais e ao consumidor, cartões de crédito, seguro de residência, vida e acidentes, financiamento de automóveis, planos de previdência privada, administração de ativos e planos de capitalização para pessoas físicas.
ITAÚ PERSONNALITÉ
Pioneiro em seu segmento no Brasil oferece atendimento personalizado a pessoas físicas que desejam ter assessoria financeira, com renda mensal mínima de R$ 10.000 ou volume de negócios superior a R$ 100.000. Seus serviços abrangem ações, produtos financeiros, fundos, previdência, crédito e seguros. Os correntistas também podem utilizar toda a rede de agências e caixas eletrônicos do ITAÚ. A marca PERSONNALITÉ surgiu em 1987, como nome de uma linha de atendimento exclusivo à clientela particular do Banco Francês e Brasileiro (BFB). O BFB foi adquirido pelo ITAÚ em 1995, dando origem ao ITAÚ PERSONNALITÉ, cujo slogan é “perfeito para você”.
ITAÚ UNICLASS
Segmento herdado do Unibanco oferece atendimento personalizado a pessoas físicas que desejam ter assessoria financeira, com renda mensal mínima de R$ 4.000.
ITAÚ PRIVATE BANK
Especializado em consultoria financeira para pessoas físicas com grande patrimônio, tem mais de 6.000 correntistas e administra mais de R$ 20 bilhões. Hoje em dia é o maior em seu segmento no país e na América Latina.
ITAÚ EMPRESAS
Oferece serviços financeiros para aproximadamente 32 mil médias empresas (faturamento anual superior a R$ 10 milhões), entre eles: cash management, opções de aplicações, derivativos, seguros, planos de previdência privada, serviços de câmbio, comércio exterior, carteiras de empréstimo e financiamento, operações de giro, aquisição de bens, leasing, repasses do BNDES, exportação e importação, agronegócio, emissão de fianças nacionais e cartas de crédito ao exterior.
UNIDADE DE PESSOAS JURÍDICA
Serviço especial para pequenas (faturamento anual entre R$ 500 mil e R$ 10 milhões) e microempresas (até R$ 500 mil). É utilizado por aproximadamente 115 mil das 637 mil pequenas e microempresas clientes do banco.
ITAÚ BBA
Atende a mais de 1.100 grandes empresas, oferecendo serviços de financiamento a subsidiárias de empresas estabelecidas no exterior (em mais de 20 países), operações de câmbio com volumes anuais superiores a US$ 15 bilhões e abertura de novos mercados para as exportações dos clientes, com operações contratadas para vários países na África, Leste Europeu e Oriente Médio. Atua com independência ao Banco ITAÚ, sendo uma subsidiária do Itaú Holding.
PODER PÚBLICO
Estrutura dedicada a órgãos públicos federais, estaduais e municipais. Atua principalmente nos estados do Rio de Janeiro, Paraná, Goiás e Minas Gerais, onde adquiriu bancos estatais no processo de privatização. Em 2005, conquistou a gestão da folha de pagamento e administração de recursos financeiros da prefeitura de São Paulo, com 210 mil novos correntistas. Com isso, o número de servidores públicos que recebem salários pelo ITAÚ chegou a quase 2 milhões.


Campanhas que fizeram história
Uma das campanhas de mídia externa de maior sucesso da publicidade brasileira foi criada para o ITAÚ em 2003 pela agência Africa, mais precisamente pelas mãos, ou cabeça, de Nizan Guanaes. O objetivo era falar diretamente com consumidores de perfis variados baseando-se no slogan “O Itaú foi feito para você”. Como é sabido, banco é tudo igual, oferecem os mesmos serviços e tem os mesmo problemas. Era preciso criar uma campanha institucional que falasse diretamente com cada perfil de cliente, ressaltando que o banco ITAÚ, apesar de ter sido feito para todos, respeitava culturas e perfis diferentes. Com outdoors e mobiliários urbanos inovadores e criativos, a campanha fez sucesso rapidamente, invadindo as ruas das principais capitais brasileiras, respeitando a regionalidade e cultura de cada região. Por exemplo, em Porto Alegre, uma das peças trazia como título “Guris e gurias. O Itaú foi feito para vocês”. No Rio de Janeiro, estava nas ruas o outdoor “Garota de Ipanema e Meninos do Rio. O Itaú foi feito para vocês”. Em Salvador: “Meu rei. O Itaú foi feito para você”. Confira alguns dos muitos outdoors da premiada campanha.



A evolução visual
O primeiro esforço no sentido de unificar a identidade das diferentes instituições que o ITAÚ englobava ocorreu em 1966. Aloísio de Magalhães foi contratado para desenhar o logotipo triangular do Banco Federal Itaú Sul Americano, que permaneceria inalterado até 1973. O tradicional logotipo pelo qual a marca ITAÚ é reconhecida hoje por boa parte da população brasileira foi criado em 1973 por Francesc Petit da agência DPZ, e inicialmente era preto com o nome grafado em letras minúsculas em branco. Somente em 1992 ganhou a cor azul (fundo) e amarela (nome). Nos anos seguintes o logotipo passou por alterações, ganhando um fundo quadrado laranja.


Os slogans
Feito para você.
(2006)
Itaú: 60 Anos Sendo Feito para Você. (2005)
Itaú. Feito para você. (2001)
Itaú: pronto para o futuro. (1995)
Itaú: todo dia um banco melhor para você. (1992)

O Itaú está onde você precisa.
(1988)
Itaú: pode entrar que a casa é sua. (1979)
Seja cliente de um banco só. (1975)


Dados corporativos
● Origem:
Brasil
● Fundação:
2 de janeiro de 1945
● Fundador:
Alfredo Egydio de Souza Aranha
● Sede mundial:
São Paulo, Brasil
● Proprietário da marca:
Itaú Unibanco Holding S.A.
● Capital aberto:
Sim
● Presidente do conselho:
Pedro Moreira Salles
● Diretor Presidente:
Roberto Egydio Setubal
● Lucro: R$ 14.6 bilhões (2011)
● Valor de mercado: US$ 80 bilhões (fevereiro/2012)
● Valor da marca: R$ 24.296 bilhões (2011)
● Agências: 4.072
● Clientes: 39.8 milhões
● Presença global:
20 países
● Funcionários:
104.500
● Segmento:
Financeiro
● Principais produtos:
Banco de varejo, seguradora, banco de investimento
● Concorrentes diretos:
Banco do Brasil, Bradesco, Caixa, Santander e HSBC
● Subsidiárias:
Redecard, Hipercard e Itautec
● Ícones:
Itaucard
● Slogan:
Feito para você.
● Website: www.itau.com.br

O valor
Segundo a consultoria InterBrand, somente a marca ITAÚ está avaliada em R$ 24.296 bilhões, ocupando a posição de número 1 no ranking das marcas mais valiosas do Brasil.

A marca no mundo
O ITAÚ é o segundo maior banco privado do Brasil e 4º colocado no ranking geral. Em todo o Brasil, são mais de 4.984 unidades de atendimento (agências, postos de atendimento bancário e pontos de atendimento eletrônico em empresas, boa parte localizada na região sudeste), 28.769 caixas eletrônicos (maior rede privada de caixas eletrônicos multifuncionais do país) e mais de 38.5 milhões de clientes. A tecnologia disponível permite que 78% das transações de clientes sejam efetuadas por meio dos canais de auto-atendimento, aumentando a conveniência e reduzindo as despesas para o banco. O banco ainda tem operações em mais de 20 países, incluindo Argentina, Estados Unidos, Chile, Portugal, Inglaterra, Japão e China.

Você sabia?
Atualmente o ITAÚ financia um em cada quatro veículos vendidos sob esse regime de pagamento no país.
As ações de marketing do ITAÚ ganharam mais impulso, em 1975, com o início da campanha “Seja cliente de um banco só”, sendo seus personagens Rodolfo e Anita, o primeiro casal da propaganda dos bancos brasileiros.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek, Time, Veja, Exame, Isto é Dinheiro e Época Negócios), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Jornais (Valor Econômico), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 21/2/2012

6 comentários:

Julyana disse...

Case nota 1000!

Salvador disse...

Gostaria muito de ter visto o logotipo original em preto e branco. Não encontrei em lugar nenhum na internet.

Anônimo disse...

Trabalhei no Itaú alguns anos e não tenho duvidas em afirmar que é sem sombra de duvidas o melhor banco Brasileiro. Mas quando iniciou a trajetoria dos Setubal no banco ???????

Anônimo disse...

Achei o ite fantástico. Muito interessante. Mas no caso do Itaú, faltou a informação de que ele pertence ao grupo Deca.

Anônimo disse...

Excelnte matéria mas a logotipo preto e branco modular do Itaú foi feita por Alexandre Wollner, talvez Salvador or isso você não a encontrou na Internet..

Alexandre Ribeiro disse...

Ótima pesquisa! Muito bem fundamentada. =)
Entretanto, é válido salientar realmente que quem desenvolveu o programa de identidade visual completo foi Alexandre Wollner.