17.7.06

PANASONIC


Através da oferta de produtos e serviços que são sinônimos de inovação, qualidade, desempenho e facilidade de uso, e tendo como objetivo contribuir com o desenvolvimento e elevar o padrão de vida de milhões de pessoas ao redor do mundo, a PANASONIC tem se empenhado em fabricar e comercializar diversos e avançados aparelhos eletroeletrônicos. “Uma vida melhor, um mundo melhor” é o condutor central de todos os produtos e serviços da marca japonesa, que contribuiu continuamente para a evolução da sociedade e para a felicidade das pessoas. 

A história 
A história da marca tem sua origem no dia 7 de março de 1918 quando o Sr. Konosuke Matsushita, na época um jovem de apenas 23 anos, juntamente com sua mulher, fundou uma pequena empresa familiar chamada Matsushita Electric Devices Manufacturing Works na cidade de Osaka para fabricar componentes elétricos. Contando apenas com dois empregados, o primeiro produto comercializado pela empresa foi um adaptador de tomada elétrica, projetado e desenvolvido pelo próprio senhor Matsushita. A tomada permitia conectar uma lâmpada e um aquecedor elétrico ao mesmo tempo. Tecnologia avançada para a época, porém, foi um fracasso total. Mas, ele não se apavorou e foi em busca de novas alternativas e começou a comercializar placas isoladoras cujos diferenciais em relação a seus concorrentes eram a qualidade elevada e, principalmente, entregas dentro do prazo acordado. Em 1923, com a invenção de um novo tipo de lâmpada para faróis de bicicletas, surgia pouco depois, em 1927, a marca NATIONAL para comercializá-la no mercado japonês. O ano de 1932 foi marcado por uma grande virada no crescimento da empresa, que já empregava mais de 1.000 pessoas, tinha 10 fábricas, 280 patentes e produzia 600 diferentes tipos de produtos, com suas vendas se estendendo, pela primeira vez, aos mercados externos. Era o início de um processo de internacionalização da empresa.


O desenvolvimento do primeiro rádio ocorreu em 1935 e, no ano seguinte, a empresa lançou no mercado o ventilador elétrico. Por volta de 1942, a empresa se tornou o primeiro fabricante de rádios do mercado japonês, lançando, no ano de 1952, o primeiro aparelho de televisão (ainda em branco e preto). Além disso, passou também a produzir lavadoras elétricas. Até este momento a empresa comercializava seus produtos sob a marca NATIONAL. Mas pouco depois, em 1955, com a exportação de seus famosos auto-falantes, a empresa resolveu adotar a marca PANASONIC (que significa “wide-ranging-sound” em inglês, algo como “som amplo” em português) para comercializá-los em outros países. Em 1958 foi fundada a Panasonic Mobile Communications como uma divisão especializada da empresa para a produção de produtos eletrônicos industriais, incluindo telecomunicações, áudio profissional, entre outros equipamentos. No ano seguinte, visando fomentar ainda mais seus negócios no exterior, foi inaugurada a subsidiária americana na cidade de Nova York, contando apenas com três funcionários na época. Inicialmente essa subsidiária comercializava no mercado americano rádios e televisores.


Rapidamente os executivos da empresa japonesa adotaram o nome PANASONIC em todos os seus produtos vendidos nos Estados Unidos, que posteriormente, no final da década de 1970, seria estendido para o mercado europeu. A década de 1960 foi marcada pela diversificação em sua linha de produtos com grandes lançamentos como a primeira televisão de 21 polegadas colorida do mercado japonês e o fac-símile; além da inauguração, em 1962, de uma subsidiária de vendas na Alemanha, que serviu como base para o ingresso da marca PANASONIC no continente europeu. A divisão de produtos para casa (Home Appliance) foi estabelecida em 1970 para a produção de eletrodomésticos, que introduziu pouco tempo depois o primeiro micro-ondas para uso doméstico.


A década seguinte seria marcada pelo desenvolvimento do primeiro aparelho de CD Player, que chamou a atenção do público ao ser apresentado na Tokyo Audio Fair e na feira de Berlim. A década de 1990 foi repleta de novidades, começando com o lançamento do Pancom Pro Note, primeiro notebook produzido pela empresa. Depois foi a vez do telefone celular MOVA P, o menor e mais leve aparelho disponível no mercado na época, equipado com bateria de níquel com hidrogênio; o aparelho de DVD; e as televisões digitais. No início do novo milênio o sinal amarelo acendeu para a empresa. Na ocasião, duramente atingido pela estagnação da economia japonesa, o balanço do grupo estampou um prejuízo de US$ 2 bilhões. Foi o estopim para uma reestruturação inédita. As 60 unidades de negócios foram reagrupadas em apenas 14. Fábricas foram fechadas no Japão e reabertas na China, onde os custos de mão-de-obra são mais baixos. Até mesmo cânones sagrados da administração japonesa, como a estabilidade no emprego, caíram por terra. Cerca de três mil funcionários perderam seus empregos.


Apesar de tantas transformações, o que mudou foi principalmente a forma de fazer negócios da empresa. Todos os novos produtos passaram a ser lançados simultaneamente no mundo. Até então, as novidades só chegavam aos mercados internacionais depois de alguns meses nas lojas japonesas. Nos últimos anos a PANASONIC colocou no mercado uma ampla variedade de produtos de última geração como a linha de TVs VIERA, as câmeras digitais LUMIX, os fornos de microondas com tecnologia avançada e uma moderna linha de seus tradicionais telefones sem fio.


No dia 1 de outubro de 2008, a Matsushita Electric Industrial adotou de vez o nome de sua marca mais popular, a PANASONIC, e abandonou, depois de quase um século, o nome de seu fundador, visando fortalecer sua imagem e impulsionar vendas no mercado global. Mas a mudança de nome também tinha como objetivo evitar confusões, já que até este momento a empresa fabricava produtos com a marca National para as vendas no Japão, e com a marca PANASONIC para as vendas no exterior. Com a marca unificada, tecnologia de ponta e com o esforço contínuo de todos os colaboradores, se comprometendo a fabricar cada produto com extrema dedicação, a PANASONIC passou a oferecer aos consumidores várias “ideias para a vida”, como dizia seu antigo slogan “ideas for life”.


Porém, as novidades do ano não pararam por aí. Em novembro a PANASONIC adquiriu, por US$ 8.8 bilhões, a rival Sanyo, fundada pelo cunhado do senhor Matsushita, Toshio Lue, logo após a Segunda Guerra Mundial, criando a maior fabricante de eletrônicos do Japão. A aquisição fortaleceu a PANASONIC no segmento de baterias recarregáveis e equipamentos de energia solar, duas áreas com forte potencial de crescimento. Em 2013 a empresa japonesa, em virtude da popularidade da tecnologia LCD, encerrou a produção de seus televisores de plasma. Com isso a PANASONIC passou a investir pesado na tecnologia 4K. Dentre as várias novidades estão um monitor 4K, o Toughpad de 20 polegadas (tablet com tela 4K) e até uma câmera com uma qualidade de imagem 4K.
 

Hoje me dia a PANASONIC empenha-se para reforçar o conceito “A Better Life, A Better World” (em português “Uma vida melhor, um mundo melhor”) para as pessoas do mundo todo em quatro principais divisões de negócios: Appliances Company (tem o compromisso de desenvolver produtos líderes em termos ambientais que atendem às novas necessidades dos consumidores nas áreas de eletrodomésticos, cozinha, condicionadores de ar, aquecedores de ar, beleza e saúde), Eco Solutions Company (trabalha incansavelmente para oferecer soluções que criem um ambiente confortável e reduzam o impacto ambiental, incluindo produtos para residências, escritórios, fábricas e comunidades, usando avançada tecnologia de gestão de energia), AVC Networks Company (conta com uma ampla variedade de produtos e serviços, como produtos AVC digitais, telefones celulares, sistemas de vigilância e de câmeras de segurança, terminais de pagamento e autenticação, sistemas PBX, equipamentos IP, telefones empresariais, equipamentos para documentos, sistemas sem fio, sistemas para infraestrutura social com integração de sistemas, serviço de manutenção e construção) e Automotive & Industrial Systems Company (ajuda a proporcionar estilos de vida ecológicos e inteligentes que também estejam seguros e protegidos; tudo com base em tecnologia central exclusiva).


A linha do tempo 
1951 
Lançamento da primeira máquina de lavar roupa com sistema agitador. 
1953 
Lançamento do primeiro refrigerador elétrico. 
1956 
Lançamento da primeira panela elétrica para fazer arroz. 
1958 
Lançamento do primeiro ar-condicionado da marca. 
1960 
Lançamento da primeira televisão de 21 polegadas colorida do mercado japonês. 
1962 
Lançamento do fac-símile (popularmente conhecido como FAX). 
1964 
Lançamento das primeiras filmadoras profissionais. 
1965 
Lançamento de uma linha de auto-falantes de alta performance sob a marca TECHNICS
1967 
Lançamento do rádio AM/FM cassette recorder, modelo RQ-231, para exportação. 
1970 
Lançamento, no mercado americano, do primeiro forno microondas para uso doméstico, um aparelho compacto, na vertical e que ocupava muito pouco espaço na cozinha. 
1977 
Lançamento do vídeo VHS. 
1982 
Desenvolvimento do primeiro aparelho de CD (CD Player). 
1985 
Lançamento da filmadora VHS, que pesava 2.5 quilos. 
1990 
Lançamento do primeiro notebook produzido pela empresa. 
1991 
Lançamento do telefone celular MOVA P, sendo então o menor e mais leve aparelho disponível no mercado, equipado com bateria de níquel com hidrogênio. 
1993 
Lançamento de uma nova lâmpada fluorescente, que durava seis vezes mais que uma lâmpada comum. 
1994 
Lançamento do primeiro notebook do mundo com CD-DRIVE integrado. 
Lançamento das pilhas recarregáveis de lítio. 
1996 
Lançamento do aparelho de DVD, com capacidade para gravação. 
Lançamento do primeiro monitor de plasma de 26 polegadas do mundo. 
1998 
● Lançamento das primeiras televisões digitais no mercado americano. 
● Lançamento do primeiro aparelho de CD portátil do mundo. 
1999 
Lançamento do notebook TOUGHBOOK, que introduziu a tecnologia de tela sensível ao toque. 
Lançamento do primeiro notebook com tecnologia Bluetooth. 
2004 
Lançamento do menor aparelho celular do mundo na época, pouco maior que uma caixa de fósforos e com peso de apenas 75 gramas. 
Apresentação, na época, da maior TV de plasma do mundo, com tela de 65 polegadas, que chegou as lojas japonesas custando US$ 20.000. 
2006 
Lançamento dos novos modelos de TV de plasma e LCD grandes da série VIERA com telas de 50, 58, 65 e 103 polegadas, esta última a maior do mundo na época. 
2008 
Lançamento das pilhas alcalinas EVOLTA, consideradas pelo Livro dos Recordes (Guinness) como as mais duráveis do mundo. 
2009 
Lançamento de sua primeira TV LCD 3D. 
2012 
Lançamento do TOUGHPAD, primeiro tablet da marca japonesa. 
2013 
Apresentação do novo TOUGHPAD, primeiro tablet com resolução 4K, cuja tela tem 20 polegadas. 
2014 
Lançamento da TV com tecnologia LED 4K, nos modelos de 58, 65 e 85 polegadas. 
Relançamento da marca TECHNICS com dois novos sistemas de som de alta fidelidade. 
Lançamento da nova linha de smart TV VIERA LIFE+ SCREEN, que leva o consumidor para um novo nível de personalização e interação. Essas televisões se incluem no conceito Beyond Smart (Mais que Inteligente), capazes de reconhecer os telespectadores (por voz) e aprender as preferências de conteúdo de cada um.


O marketing 
A PANASONIC investe constantemente em marketing, apoiando uma série de importantes eventos e atividades globais que reforçam sua filosofia de contribuir para a sociedade fornecendo tecnologia de ponta. Há mais de 25 anos, a marca japonesa é parceira Olímpica na categoria de equipamentos audiovisuais desde a inclusão do programa TOP (The Olympic Partner) nas Olimpíadas de Inverno de Calgary, no ano de 1988. Outro exemplo é Neymar. Em março de 2010 a PANASONIC se tornou a primeira empresa japonesa a assinar um contrato de publicidade com o jogador brasileiro. Pouco depois, em abril de 2011, Neymar se tornou o garoto-propaganda global da marca e será o embaixador global em ações promocionais para os Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro. Já para o mercado brasileiro tem como embaixadora a bela Fernanda Lima para a linha branca de produtos da marca (refrigeradores, lavadoras, micro-ondas e condicionadores de ar).


A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por algumas modificações ao longo dos anos. O logotipo original da marca surgiu no ano de 1955. Depois de passar por duas modificações, que incluíram o tradicional símbolo da letra N e o nome National, em 1971 a PANASONIC apresentou seu logotipo atual. Esse logotipo pode ser aplicado nas cores azul (desde 2007) ou preta.


Os slogans 
A Better Life, A Better World. (2013) 
Ideas For Life. (2003) 
Changes your life. (2001) 
Panasonic, The One That I Want. (1996) 
What’s on Panasonic. (1990) 
Just slightly ahead of our time. (1976)


Dados corporativos 
● Origem: Japão 
● Fundação: 7 de março de 1918 
● Fundador: Konosuke Matsushita 
● Sede mundial: Kodoma, Osaka, Japão 
● Proprietário da marca: Panasonic Corporation 
● Capital aberto: Sim 
● Chairman: Shusaku Nagae 
● CEO: Kazuhiro Tsuga 
● Faturamento: US$ 64 bilhões (2014) 
● Lucro: US$ 3.2 bilhões (2014) 
● Valor de mercado: US$ 26.6 bilhões (agosto/2015) 
● Valor da marca: US$ 6.303 bilhões (2014) 
● Presença global: 193 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 254.000 
● Segmento: Eletrônicos e tecnologia 
● Principais produtos: TVs, telefones sem-fio, aparelhos de som, computadores, câmeras digitais, refrigeradores e microondas 
● Concorrentes diretos: Sony, Sharp, Hitachi, Toshiba, Philips, JVC, Canon, LG, Samsung e Electrolux 
● Slogan: A Better Life, A Better World. 
● Website: www.panasonic.com.br 

O valor 
Segundo a consultoria britânica Interbrand, somente a marca PANASONIC está avaliada em US$ 6.303 bilhões, ocupando a posição de número 64 no ranking das marcas mais valiosas do mundo. Além disso, é a 131ª maior empresa do mundo de acordo com a Fortune Global 500 de 2014. 

A marca no Brasil 
A subsidiária brasileira da PANASONIC começou as operações no país em dezembro de 1967 com a importação e comercialização de pilhas. Nas próximas quatro décadas a PANASONIC iria gradativamente aumentando sua linha de produtos no país, englobando atualmente eletrodomésticos de avançada tecnologia (refrigeradores, microondas, fornos elétricos, lavadoras de roupa e ar-condicionado), uma moderna linha de televisores, aparelhos de som, telefones sem-fio, fones de ouvido, aparelhos de Blu-Ray, pilhas e baterias auditivas. No dia 1º de novembro de 2008 a empresa deu um importante passo para reforçar, ainda mais, o relacionamento com os consumidores ao inaugurar no Brasil a terceira loja conceito da marca no mundo, a Panasonic Idea Plaza, localizada no piso superior do Morumbi Shopping. somente Japão (duas) e China até então tinham a loja-conceito. Com o melhor da tecnologia PANASONIC, toda a linha comercializada no Brasil e uma série de produtos inéditos no país eram apresentados em um ambiente moderno.


Atualmente, mais de 2.100 funcionários atuam nas fábricas de São José dos Campos (produz pilhas de zinco manganês, alcalinas e componentes mecânicos para a linha áudio e vídeo, além de componentes para a linha de microondas), Manaus (produz uma diversificada linha de equipamentos) e Extrema (refrigeradores e lavadoras, sendo a primeira fábrica de produtos de “linha branca” da empresa fora da Ásia), além do escritório administrativo e comercial em São Paulo.


A marca no mundo 
A PANASONIC é líder mundial nas áreas de desenvolvimento e fabricação de produtos eletrônicos, atendendo a uma ampla faixa de consumidores, empresas e indústrias. A empresa comercializa sua ampla linha de produtos (que incluem Blu-Ray players, televisores, telefones sem fio, equipamentos de áudio, celulares, filmadoras, notebooks, câmeras fotográficas, tablets e eletrodomésticos), além de sistemas e serviços, em mais de 190 países ao redor do mundo, registrando vendas líquidas no valor de US$ 64 bilhões em 2014. 

Você sabia? 
Atualmente a PANASONIC é a quarta maior fabricante de televisores do mundo. 
Em 2014 a PANASONIC foi reconhecida como a 5ª Marca Mais Verde do Mundo, segundo a lista da consultoria Interbrands. Nesta lista, as marcas são avaliadas com base na Performance Verde (performance ambiental corporativa) e na Percepção Verde (percepção pública de performance verde). 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, BusinessWeek, Exame e Isto é Dinheiro), jornais (Valor Econômico), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 27/8/2015

2 comentários:

Anônimo disse...

Caramba! Muito Boa Essa Marca!
Vou Comprar a câmera, muito Linda e Moderna e Boa.
Já Possuí aparelhos National e na época era primeira linha, Parabéns.
Vou dar mais valor a essa marca!
Superação e capacidade da empresa!

Anônimo disse...

Obg. valeu!
E a esse povo que além de vencer, não existem obstáculos!
Parabéns as Jogadoras do Japão!
Exemplo lindo de tudo!