20.6.06

YPIÓCA


Empregada com sucesso na preparação de drinques variados no Brasil e em vários países, ou apenas degustada pura, a tradicional cachaça YPIÒCA se transformou em uma verdadeira “Paixão Brasileira”, como diz seu slogan, e conquistou consumidores pelos quatro cantos do mundo.

A história
A história da marca cearense YPIÓCA, uma das caninhas mais famosas do Brasil, teve início em 1843 quando Dario Telles de Menezes, um jovem português de visão empresarial privilegiada, desembarcou no Ceará trazendo na bagagem o segredo dos melhores destilados europeus, pouco dinheiro e um pequeno alambique de cerâmica. Instalou-se na cidade cearense de Maranguape, onde deu início, em 1846, a um próspero engenho batizando-o de YPIÓCA, que, na linguagem tupi-guarani, significa “terra roxa”. Com um processo marcadamente artesanal, a aguardente de cana era produzida em pequena escala e distribuída no mercado consumidor local, abastecendo as bodegas da região. Até 1895 quando Dario, filho do fundador, assumiu o comando dos negócios, a caninha era vendida exclusivamente em tonéis especiais chamados ancoretas e distribuída no lombo de pequenos jumentos. Pouco depois a aguardente deixou de ser vendida a granel e passou a ser comercializada em garrafas de 600 ml. Foi sua mulher que criou o tradicional rótulo da marca em 1903, que permanece praticamente inalterado até os dias de hoje.


Num processo sucessório tipicamente familiar, a direção da empresa, a partir de 1924, foi passando de pai para filho, sem esquecer, porém, a necessidade de introdução de constantes inovações no processo de produção e de envasamento do produto, destacando-se, aqui, a introdução do engenho de ferro fundido, o engarrafamento em litros com bico dosador (1924), envelhecimento em tonéis de madeira (bálsamo), que permitem a estocagem da aguardente por mais de 2 anos, e a embalagem confeccionada em palha de carnaúba. Além disso, nos anos 50 a marca ficou conhecida pelo slogan “No lar. No bar. Em todo lugar. Ypióca”. Sob a direção de Paulo Campos Telles, a YPIÓCA conquistou o mercado internacional. Foi a primeira empresa a exportar aguardente de cana no mercado europeu ao levar o produto, já em 1968, para a Alemanha. Nos anos seguintes a tradicional cachaça seria introduzida em outros mercados internacionais como Espanha, Itália, Estados Unidos, França, Grécia e Japão. Nesta época a empresa já produzia 2.5 milhões de litros anualmente.


Com a chegada do novo milênio a marca introduziu novidades no mercado, como por exemplo, em 2001 quando lançou a cachaça orgânica. Em 2006, a marca, seguindo a tendência do mercado, lançou as cachaças com sabores de limão e frutas vermelhas (morango, cereja e framboesa), que tiveram teor alcoólico reduzido de 39° para 30°. As novidades do ano não pararam por aí: para comemorar seus 160 anos, o Grupo YPIÓCA lançou no mercado a primeira e única aguardente do mundo que leva malte em sua formulação: a YPIÓCA 160. Após dois anos de pesquisas e R$ 5 milhões de investimento em pesquisa, desenvolvimento e marketing, a bebida chegou ao mercado com sabor de vitória e o slogan “Ypióca 160 - grandes momentos reservados para você”. Desde o início de sua história, a YPIÓCA tem se posicionado como uma aguardente de qualidade superior. Durante muito tempo concorreu com uísques importados, sendo chamada, inclusive, de uísque nacional. Portanto usar o malte em sua formulação e envelhecimento durante seis anos em tonéis de carvalho reforça essa importante característica da marca.


Voltada para um seleto grupo de consumidores, ávidos por uma bebida de qualidade extra premium com sabor inigualável, a YPIÓCA 160 surgiu como uma edição especial comemorativa e sua embalagem também merece destaque: a garrafa preta com o número 160 e o rótulo dourado é uma das mais sofisticadas entre todas as cachaças fabricadas no Brasil. Antes mesmo do lançamento no Brasil, a YPIÓCA 160 foi apresentada ao International Cane Spirits Festival and Tasting Competition (ISCF), realizado nos Estados Unidos em 2007, e considerada a “Melhor Cachaça Premium”.


As mais recentes novidades da marca incluem a cachaça YPIÓCA em embalagens em lata de 350 ml, em duas versões (Ouro e Prata); e a YPIÓCA com Guaraná, produto que marca uma tendência do mercado de cachaça, bebidas com graduações alcoólicas mais suaves e associadas a novos ingredientes, comprovando assim a versatilidade do destilado. No final de maio de 2012, a YPIÓCA foi vendida por R$ 931 milhões ao grupo britânico Diageo, proprietário de marcas famosas como Johnnie Walker e Smirnoff. Com isso, a marca YPIÓCA ganha enorme força estrutural e deve ampliar as exportações se tornando verdadeiramente uma marca global.


As cachaças
A YPIÓCA possui uma linha completa de cachaças:
YPIÓCA PRATA: Aguardente standard envelhecida 1 ano em tonéis de freijó. Pode ser encontrada também em lata de 350 ml.
YPIÓCA OURO: Aguardente standard envelhecida 1 ano em tonéis de bálsamo.
YPIÓCA GOLD: Aguardente premium envelhecida em tonéis de carvalho e exportada para diversos países.
YPIÓCA EMPALHADA PRATA: Aguardente premium envelhecida dois anos em tonéis de bálsamo. Com 39% de graduação alcoólica, apresenta embalagem artesanal de palha, feita à mão por 5.000 artesãs.
YPIÓCA EMPALHADA OURO: Aguardente premium envelhecida dois anos em tonéis de bálsamo. Com 39% de graduação alcoólica, apresenta embalagem artesanal de palha, feita à mão por 5.000 artesãs.
YPIÓCA CRYSTAL: Aguardente produzida exclusivamente para exportação.
YPIÓCA ORGÂNICA: Aguardente premium produzida com cana cultivada com adubo orgânico, colhida sem queima de palha e fermentada com leveduras naturais. Envelhecida 1 ano em tonéis de carvalho, é a única aguardente orgânica produzida em escala industrial.
YPIÓCA SPORT: Aguardente envelhecida 2 anos em tonéis de bálsamo, e vendida em embalagem individual (190 ml) com formato prático que cabe no bolso.
YPIÓCA LIMÃO: Feita com Ypióca Prata e suco natural de limão. É uma bebida tão suave que pode ser apreciada pura ou bem gelada sem adição de qualquer outro ingrediente.
YPIÓCA RED FRUITS: Feita com Ypióca Prata e essências importadas de frutas vermelhas.
YPIÓCA 150: Reserva especial comemorativa dos 150 anos da YPIÓCA. Aguardente extra premium envelhecida 6 anos (3 anos em tonéis de bálsamo e 3 anos em tonéis de carvalho).
YPIÓCA 160: Reserva especial comemorativa dos 160 anos da YPIÓCA, composta com malte, envelhecida 6 anos em tonéis de carvalho. Eleita melhor cachaça premium do mundo.


O museu
Inaugurado no mês de agosto de 2000, o Museu da Cachaça, que está localizado na cidade cearense de Maranguape, e instalado em um casarão que data de 1851, onde funcionou a primeira unidade fabril da YPIÓCA, disponibiliza um acervo considerável de mapas, documentos, fotos, filmes, maquinário, equipamentos agrícolas, tonéis de bálsamo, apresentados com recursos audiovisuais e cênicos de última geração, que contam a saga da marca YPIÓCA.


O Museu da Cachaça é hoje um centro de referência da história da aguardente no Brasil. Uma das maiores atrações do museu é o “maior tonel do mundo” (foto abaixo) registrado no Guinness World Records, e construído de forma tradicional com tábuas de madeira que se encaixam sem cola, todas devidamente presas por cintas de metal. Sua capacidade é de 374 mil litros (o segundo do mundo na Alemanha tem capacidade para 234 mil litros) o que corresponde a 31.160 caixas com 12 unidades de 1 litro da cachaça, ou, sob a ótica dos bebedores, 7.166 milhões de doses. Outra atração é um pequeno engenho no qual se pode ver o caldo da cana-de-açúcar sendo usado na produção de rapadura, puxa-puxa, alfenim e pequeno alambique artesanal produzindo cachaça. Aos sábados e domingos, funciona um restaurante com comidas típicas. Na loja, com projeto lembrando os armazéns antigos do século XIX, podem ser adquiridos vários produtos, a exemplo da YPIÓCA 160 (cachaça com malte), o barril de madeira em miniatura e o chocolate com cachaça. Atualmente o museu já recebeu mais de 120 mil visitantes de todas as partes do mundo, que estão disseminando a mística da YPIÓCA para muitos e muitos milhões de pessoas.


O marketing
Em toda sua história a marca sempre manteve um posicionamento de marketing focado em peças regionais. Mas, recentemente, em 2008, pela primeira vez em sua história, lançou a “Paixão Brasileira”, uma campanha publicitária nacional, a maior de sua história, cujo objetivo era posicionar seus produtos ao longo do território brasileiro e também dar o devido valor à bebida mais democrática do país. A YPIÓCA já utilizava o slogan “Paixão Brasileira”, e juntou a ele a paixão por futebol, praia e carnaval na mesma campanha, com outra coisa que o brasileiro ama: a cachaça. Além disso, festas com show de samba na China, bar-tonel na Alemanha, “Praia Ypióca” na Grécia ou bar de neve na República Checa, são algumas das ações desenvolvidas pela empresa em parcerias com seus importadores para consolidar a marca em muitos outros países.


Dados corporativos
● Origem: Brasil
● Fundação: 1846
● Fundador: Dario Telles de Menezes
● Sede mundial: Fortaleza, Ceará, Brasil
● Proprietário da marca: Diageo Plc.
● Capital aberto: Não
● CEO (Brasil): Otton Von Sothen
● Presidente: Everardo Telles
● Faturamento: R$ 300 milhões (estimado)
● Lucro: Não divulgado
● Destilarias: 5
● Presença global: + 40 países
● Presença no Brasil: Sim
● Funcionários: 3.300
● Segmento: Bebidas alcoólicas
● Principais produtos: Cachaças
● Concorrentes diretos: Caninha 51, Velho Barreiro, Pitú e Seleta
● Ícones: A embalagem recoberta de palha
● Slogan: Ypióca. Paixão Brasileira.
● Website: www.ypioca.com.br

A marca no mundo
Hoje em dia a empresa tem capacidade instalada para produzir aproximadamente 126 milhões de litros de aguardente nas cinco moderníssimas unidades industriais (localizadas no Estado do Ceará em Pindoretama, Ubajara, Acarape e Paraipaba e uma no Estado do Rio Grande do Norte, em Ceará-Mirim), atendendo a demanda dos mais exigentes mercados de bebidas do Brasil e do mundo. YPIÓCA é a única aguardente do Ceará, e uma das poucas do país, encontrada em todos os grandes supermercados, atacadistas, distribuidores e casas especializadas em todo o Brasil, sendo exportada para mais de 40 países. Atualmente, 5% de sua produção é destinada à exportação sendo a Espanha, os Estados Unidos, a Alemanha e Portugal os maiores apreciadores. A marca detém 8% do mercado total de cachaças no Brasil, atrás da Pitú (12%) e 51 (24%). Já no segmento premium de cachaças, a participação da YPIÓCA chega a 62%.

Você sabia?
Além do parque industrial, a YPIÓCA detém também seus próprios campos de plantio de cana de açúcar com mais de 10.000 hectares.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Isto é Dinheiro, Exame, Época Negócios e Veja), jornais (Valor Econômico), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo do Marketing)e Wikipedia (informações devidamente checadas).

Última atualização em 3/6/2012

7 comentários:

Ildembergue Leite disse...

Já li que a Ypioca foi a primeira marca com nome fantasia registrada no Brasil.

Anônimo disse...

A Ypioca tem um sabor unico, quem acha que cachaça é tudo igual nunca tomou ypioca.

Magna Sousa disse...

Olá,

Sou estudante de publicidade e propaganda do ultimo semestre, e estou fazendo como trabalho de conclusão de curso um estudo de caso da Ypióca 160, relacionado as ferramentas de comunicação que foram usadas para atingir o publico alvo da Ypióca 160. Então se você estiver algum material ou qualquer outra informação que possa me ajudar eu agradeceria muito!

Desde já agradeço

Anônimo disse...

Não existe cachaça melhor. Quem já teve oportunidade de provar a Ypióca 160, a Ypióca 150, a empalhada (ouro ou prata) ou mesmo a ouro ou prata comum, sabe do que estou falando. Inigualável e de altíssima qualidade. Parabéns pelo blog!

Joanilton disse...

Quando estou longe do Ceará, minha terra, uma das formas de matar a saudade é degustando um Ypióca. Não existe nada igual.

Anônimo disse...

eu que o diga, moro bem pertinho do engenho e é bomm de mais, nao existe melhor

Anônimo disse...

Isso mesmo a Ypióca realmente tem um sabor tem uma história por trás; ela é diferente das outras!! Só provando degustando da melhor cachaça.
Principalmente: a empalhada ou a ypióca 160. valeu. ótimo blog.