5.6.06

DOLCE & GABBANA


A mulher que veste a grife DOLCE & GABBANA é sexy, gosta de transparência, contrapondo-se a tecidos masculinos de riscas “diplomáticas”, com gravata ou camisa masculina, mas sempre de salto, o que lhe confere um caminhar extremamente feminino. E o mesmo vale para o homem. Relaxado, veste-se para si mesmo, pode ir ao escritório com um impecável traje de risca “diplomática” ou, diferentemente, com calça jeans e um blazer. As peças assinadas pela dupla tornaram-se super cobiçadas no mundo fashion, e a personalidade de ambos, se emaranhou de tal forma na estética deslumbrante criada por eles que celebridades, clientes e até compradores da indústria da moda pronunciam o sobrenome dos estilistas italianos como se fosse uma alma inseparável: DOLCE & GABBANA. 

A história 
Domenico Dolce, nascido na cidade de Polizzi Generosa, em Palermo na Sicília, e Stefano Gabbana, natural de Milão, se conheceram ainda como aspirantes à estilista, no início dos anos de 1980, na cidade de Milão, enquanto trabalhavam como assistentes do designer Giorgio Correggiari. Um deles (Domenico), filho de alfaiate, e o outro (Stefano), filho de um operário industrial. Juntos tiveram uma clara visão de como queriam vestir uma mulher. Abriram um pequeno ateliê no ano de 1982 em Milão, onde trabalhavam em regime de freelancer para grandes casas da moda daquela capital, e, usando estampas de leopardo e zebra, começaram a definir o estilo inconfundível de sua futura marca: nascia uma nova geração de estilistas italianos. Ternos de alfaiataria colados ao corpo e corpetes confeccionados com tecidos nobres e cores vibrantes trouxeram nova vitalidade à sensualidade, feminilidade e poder. O processo de criação dessa dupla era semelhante à criação do figurino de um filme. Eles idealizavam a história, o ambiente, a época e vestiam seus personagens imaginários. Sem falar na maior e mais constante fonte de inspiração: a Sicília, localizada no Mediterrâneo Sul, com tradições e paixões que são, até os dias de hoje, a marca registrada de cada coleção DOLCE & GABBANA. A mulher do sul da Itália, austera, poderosa, devastadoramente sexy e com fortes traços católicos é parte fundamental do imaginário da dupla, assim como os chefões da máfia italiana dos anos de 1930 e os camponeses proletários de camiseta regata, suspensórios e sandálias de couro.


Apaixonados pelo barroco e pelo estilo de vida do sul da Itália, eles uniram seus sobrenomes em 1985 quando lançaram a primeira coleção, batizada de Donna-Donna, em um desfile no mês de outubro, na prestigiada semana da moda em Milão, incluídos na categoria “novos talentos”. Como não tinham dinheiro para contratar modelos, eles foram ajudados por amigos para conseguir mostrar suas primeiras criações na passarela. Surgia assim a grife DOLCE & GABBANA. Imediatamente, se tornaram os queridinhos da imprensa especializada e conquistaram seu espaço no mundo da moda italiana. Em agosto de 1987, a dupla abriu as portas do seu primeiro showroom e atraiu fãs muito famosas, como por exemplo, Madonna e Isabella Rossellini, que foram a “rampa de lançamento” da marca italiana, que ganhou projeção global da noite para o dia. No final desta década a DOLCE & GABBANA começou a inaugurar suas primeiras lojas próprias: Tóquio, em 1989; Milão, em 1990; e Hong Kong, em 1991.


A década de 1990 começou com o lançamento da primeira coleção masculina da marca. A dupla ousou, em 1991, ao vestir as super modelos da época, como Linda Evangelista, Naomi Campbell e Christy Turlington, com peças da coleção masculina. Neste mesmo ano lançou sua primeira coleção licenciada de lenços. No ano seguinte lançou seu primeiro perfume. Esta década também foi marcada pelo surgimento de uma dos maiores símbolos da D&G: as estampas de onça. Ainda nesta década teve início uma forte associação da marca com as grandes estrelas da música pop, através da criação dos figurinos originais para alguns dos mais bem-sucedidos shows de todos os tempos: Madonna – Girlie Show (1993) e Music (2000); Whitney Houston – My Love is Your Love (1999); Mary J. Blige – Mary Tour (2000) e No More Drama (2002); e Alicia Keys – Tour Verão 2002.


O negócio, que começou com uma linha de roupas femininas, cresceu consideravelmente ao longo dos anos, e passou a englobar calçados, bolsas e acessórios. Nos anos 2000, a marca reintegrou a produção e a distribuição de lingeries, de moda praia e acessórios em tecido (lenços e gravatas), antes licenciadas. Uma nova divisão foi também inaugurada: de couros e calçados. Paralelamente, uma linha de relógios foi lançada no mercado. A diversificação não se restringiu apenas em sua linha de produtos, como por exemplo, quando no mês de outubro de 2006, a marca inaugurou o DOLCE & GABBANA GOLD em Milão. O luxuoso espaço de com uma área de 1.500 m² abriga quatro diferentes ambientes: café, bar, bistrô e restaurante. Decorado com inúmeros detalhes de ouro cuidadosamente escolhidos pelos donos da marca mais jovial e sensual da Itália, o espaço agrada a todos os gostos com o agito das noites em Milão e os pratos mais requintados da tradicional gastronomia italiana. Ainda em 2006, a marca abriu sua primeira loja em Xangai na China, com direito a um exclusivo e luxuoso bar especializado no mais tradicional Martini italiano.


A DOLCE & GABBANA, reconhecida como uma influência revolucionária na moda internacional, foi a primeira a aplicar os cristais Swarovski nos relógios (mais precisamente no modelo “Jaclyn”) para criar o efeito fantástico de “diamantes brilhantes”, o que revolucionou o segmento dos relógios fashion. A badalada marca italiana só desembarcou no Brasil em 2004, com a inauguração de uma loja no luxuoso shopping Iguatemi em São Paulo. Atualmente a marca italiana possui sete lojas no país. Hoje em dia, a marca oferece uma vasta gama de produtos em várias categorias, como coleções femininas e masculinas, a infantil D&G Junior, jeans, óculos, lingeries, calçados, acessórios e perfumes (segmento onde a marca é uma das líderes mundiais).


Nos últimos anos a marca italiana tem lidado com polêmicas e escândalos. Os estilistas foram acusados de sonegação de impostos na Itália. Depois de muitas batalhas jurídicas, foram absolvidos. Mais recentemente, Domenico Dolce (na foto abaixo a direita) e Stefano Gabbana (na foto abaixo a esquerda), que são assumidamente gays e até já foram namorados (se separaram em 2005), criticaram publicamente o casamento igualitário e a adoção por homossexuais. Foram criticados por muitos famosos, incluindo o cantor Elton John, que propôs um boicote a marca; e a cantora e atriz Courtney Love e a tenista Martina Navratilova, que se propuseram a queimar as peças que possuem da dupla italiana. E a resposta veio no desfile da marca, na semana de moda de Milão, no dia 1º de março de 2015, quando a DOLCE & GABBANA apresentou uma coleção em homenagem às mães, com modelos grávidas e segurando bebês na passarela.


A linha do tempo 
1989 
Lançamento da primeira coleção de roupas íntimas e moda de praia. 
1990 
Lançamento da primeira coleção masculina. 
1992 
Lançamento do primeiro perfume feminino. 
Lançamento de uma linha com visual “hippie chique” composta por vestidos floridos, plataformas, jeans estilizados, patchworks e bordados. 
Lançamento das primeiras coleções de gravatas. 
Lançamento da coleção de noivas, que seria encerrada em 1998. 
1993 
Lançamento da coleção masculina de roupas íntimas, que se tornaria um verdadeiro sucesso no mundo inteiro. 
1994 
Lançamento do tradicional e famoso perfume DOLCE & GABBANA POUR HOMME com sua inconfundível embalagem azul-marinho em veludo. 
Lançamento da marca D&G voltada para um público mais jovem e descolado, e mais acessível economicamente. A marca foi extinta em 2012. 
Lançamento da linha de roupas e acessórios DOLCE & GABBANA BASIC, vendida apenas na loja de Milão. 
Lançamento da DOLCE & GABBANA HOME COLLECTION, uma pequena linha de objetos de decoração para casa. 
Inauguração de sua loja âncora em Milão no luxuoso endereço Via Della Spiga. 
1995 
Lançamento da nova coleção de jeans da grife. 
Lançamento da linha de óculos com a marca D&G em parceria com a Marcolin. 
1997 
Lançamento do perfume By DOLCE & GABBANA
1999 
Lançamento dos perfumes D&G FEMININE e D&G MASCULINE, seguido pela introdução de uma completa linha produtos para proteção solar. 
2000 
Lançamento da linha de relógios, masculinos e femininos, batizada de D&G TIME
2001 
Lançamento do perfume feminino LIGHT BLUE
Lançamento da DOLCE & GABBANA JUNIOR, uma linha compostas por roupas, calçados e acessórios para crianças até 11 anos. 
Lançamento da coleção SPECIAL PIECES, formadas por peças em edição limitada e vendidas somente em suas lojas próprias. 
2003 
Lançamento do perfume feminino SICILY DOLCE & GABBANA
2004 
A grife passou a ser responsável pela criação dos uniformes formais (ternos, cintos, camisas e sapatos) do time de futebol do Milan. 
Inauguração da primeira loja da marca na Espanha (Madri). 
2005 
Lançamento da D&G JEWELS, uma linha de joias para homens e mulheres. 
2006 
Lançamento, em parceria com a Motorola, do celular MOTORAZR V3i DOLCE & GABBANA com acabamento em ouro. 
Lançamento do DOLCE & GABBANA THE ONE, perfume feminino com fragrâncias de flores orientais. A campanha de lançamento do novo perfume tinha a musa Gisele Bündchen como principal figura. A versão masculina foi lançada no ano seguinte. 
Lançamento da coleção DOLCE & GABBANA ANIMALIER, composta por vários modelos de bolsas, cintos, carteira e outros acessórios com a tradicional estampa de onça, uma das marcas registrada da grife italiana desde os anos de 1990. 
2007 
Lançamento da primeira coleção de malas e pastas masculinas feitas em couro de crocodilo. 
2009 
Lançamento da sua primeira linha de batom, com vendas exclusivas na loja de departamento Saks Fifth Avenue em Nova York e em Beverly Hills, ingressando no segmento de maquiagem. A bela Scarlett Johansson era o rosto da nova campanha publicitária da marca italiana para seus batons. O ensaio fotográfico foi inspirado em Marilyn Monroe, mostrando uma maquiagem marcante que procura valorizar especialmente os lábios. 
Lançamento do perfume ROSE THE ONE. A campanha de lançamento teve como garota-propaganda a atriz Scarlett Johansson. 
Lançamento da coleção D&G ANTHOLOGY, composta por cinco perfumes, cuja campanha de lançamento estava repleta de famosos completamente nus. Para a campanha a marca reuniu algumas super modelos dos anos de 1990 como Claudia Schiffer, Eva Herzigova e Naomi Campbell. Já a ala masculina ficou por conta do ex BBB Fernando Fernandes e dos modelos Noah Mills e Tyson Ballou. 
Lançamento de seu comércio online, inicialmente disponível em 31 países ao redor do mundo. 
2010 
Ninguém menos que Madonna se uniu a grife italiana para criar uma coleção de óculos de sol, batizada de MDG
2014 
Lançamento do perfume masculino DOLCE & GABBANA POUR HOMME INTENSO
Lançamento de uma linha de cuidados com a pele.


Os ícones 
A marca DOLCE & GABBANA, ao longo de sua história, lançou peças que se tornaram verdadeiros ícones, como corpetes e sutiãs que são usados como roupas; ternos de risca de giz com ares de “chefão do crime”; casacos com estampas e bordados extravagantes; tecidos cujas estampas imitam a pele de animais, como leopardo, onça, zebra, cobra e até cavalo; e referências religiosas em imagens de santos, vestidos batina, terços, crucifixos, véus e medalhinhas. Outro ícone da D&G é o “IL VESTITO SICILIANO” (O Vestido Siciliano) que é basicamente um vestido preto, bem ao estilo das viúvas.


As celebridades 
A marca também se mostra grata às celebridades que se tornaram “amigas”, como a exuberante Madonna, Julia Roberts, Angelina Jolie e Nicole Kidman. “Assim fica mais fácil vesti-las. Olho para um vestido e consigo saber que Jennifer (Lopez) vai amá-lo”, costuma dizer Gabbana. As campanhas publicitárias de DOLCE & GABBANA são memoráveis. E porque não dizer polêmicas. Desde 1987, com fotos em preto e branco da modelo Marpessa Hennink, feitas pelo siciliano Ferdinando Scianna, a combinação de fetiche e feminilidade vem sendo uma constante nas campanhas da marca. Como se já não bastasse a genialidade dos criadores em dose dupla, adicione-se a isso o talento de fotógrafos como o suíço Michel Comte e o americano Steven Meisel (responsável pelo controverso livro Sex, de 1992, a estréia bibliográfica da pop-star americana Madonna com um ousado ensaio), além do magnetismo exuberante de modelos como Isabella Rosselini (filha da atriz sueca Ingrid Bergman e do diretor italiano Roberto Rossellini, que aparece em várias campanhas publicitárias como a perfeita personificação da mulher DOLCE & GABBANA: sexy, cheia de curvas, forte e mediterrânea), Monica Bellucci (exuberante atriz italiana que já fez mais de 500 campanhas para a grife italiana), Linda Evangelista, Tony Ward (modelo americano que atingiu status de celebridade ao dividir a cena - e muito mais - com Madonna, no controverso vídeo “Justify my Love”, em 1990) e a musa brasileira Gisele Bündchen (a favorita da dupla por várias temporadas, seja nas passarelas ou nas campanhas), além de Justin Chambers (ator e modelo americano, que estourou como símbolo sexual, em 1994, quando fotografado pelo italiano Mario Sorrenti para uma campanha da grife), o modelo britânico David Gandy e a diva pop Madonna (que apareceu muitas vezes a bordo de ousados modelos da marca - em especial durante a turnê The Girlie Show, em 1993). Em 2014, a marca polemizou mais uma vez ao utilizar a imagem de um grupo de vovós italianas em uma de suas campanhas publicitárias. O trio de vovós aparecia com tradicionais trajes espanhóis. Nas mãos e nas cabeças, clutches e tiaras ornamentadas, que integravam a coleção de acessórios daquela temporada.


Em março de 2006, a grife italiana ousou mais uma vez ao lançar uma campanha de roupas íntimas masculinas protagonizadas pelos jogadores italianos de futebol Fabio Cannavaro, Gennaro Gattuso, Gianluca Zambrotta, Andrea Pirlo e Manuele Blasi. Em 2007 a grife repetiu a dose com os jogadores Fabio Grosso, Massimo Oddo, Antonio di Natale, David di Michele e Marco Amelia.


Dados corporativos 
● Origem: Itália 
● Fundação: 1985 
● Fundador: Domenico Dolce e Stefano Gabbana 
● Sede mundial: Milão, Itália 
● Proprietário da marca: Dolce & Gabbana Holding S.r.l. 
● Capital aberto: Não 
● Chairman: Domenico Dolce 
● CEO: Alfonso Dolce 
● Presidente: Stefano Gabbana 
● Diretor criativo: Domenico Dolce e Stefano Gabbana 
● Faturamento: €1.03 bilhões (2014) 
● Lucro: Não divulgado 
● Lojas: 190 
● Presença global: 100 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 4.150 
● Segmento: Moda de Luxo 
● Principais produtos: Roupas, acessórios, perfumes, bolsas, calçados e óculos 
● Concorrentes diretos: Versace, Christian Dior, Prada, Gucci, Giorgio Armani e Kenzo 
● Ícones: A extravagâncias de suas roupas 
● Website: www.dolcegabbana.com 

A marca no mundo 
A DOLCE & GABBANA possuí mais de 190 lojas próprias espalhadas ao redor do mundo, com presença marcante em cidades como Paris, Nova York, Roma, Milão, São Paulo, Madri, Montreal, Toronto, Chicago, Las Vegas, Los Angeles, São Francisco, Orlando, Xangai e Tóquio. Os produtos da marca italiana também são vendidos nas mais badaladas lojas de departamento do mundo. A marca faturou mais de €1 bilhão em 2014. Os produtos da marca italiana são produzidos em duas localidades: Legnano (roupas) e Incisa Valdarno (acessórios e produtos em couro). 

Você sabia? 
A linha principal da grife italiana é a Dolce&Gabbana (escrita sem espaços, ao contrário do nome da empresa/marca). 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, BusinessWeek, Exame e isto é Dinheiro), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 25/8/2015

7 comentários:

Anônimo disse...

Agora tenho de fazer um trabalho de grupo sobre a vossa marca e agradeço-vos muito por terem publicado isto na net porque deu muito jeito! Obrigada, e a vossa marca é um máximo!!

Anônimo disse...

oi,

essa grife é o máximo, elegantérrima, é tudo de ótimo! gostaria sempre de receber e-mail, sobre os produtos de Dolce e Gabbana.

obrigada,
claudia veras, teresina-piaui, 06-04-2008
meu e-mail: claudinhaveras@yahoo.com.br

Anônimo disse...

Puxa,sou fã dos perfumes da marca, e apaixonada por um , em especial, que pelo visto deixou de ser produzido. Este perfume marcou minha vida, e o último frasco que tinha está acabando de acabar..é o "By" masculino (o da emabalagem zebrada). Gostaria de obter noticias sobre o produto, quando parou de ser produzido, e se possivel, quais eram as notas, pra saber se há outra fragancia similar , da própria D&G.

Anônimo disse...

Falei sobre o perfume "By", acima e acabei esquecendo de deixar meu mail: anitakerze@gmail.com. Grata.

Maria disse...

Olá! Eu estou à procura do Dolce & Gabbana Masculino frasco zebra e não encontro. Saberiam me informar em que site posso adquiri-lo? Meu email: gaiaseca@yahoo.com.br. Obrigada!

Consultora Educacional disse...

Gosto muito dos artigos de ótima qualidade do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver nosso Curso de Ingles. Daienne

Betty Klein disse...

Nossa!!!amo voces,sua genialidade em pensar como vestir mulheres mais sensuais e homens mais homens ahah...continuem assim que Deus proteja bjao!!!!