29.5.06

DELL


Ela não inventou o computador, tão pouco criou softwares revolucionários, apenas soube vender de um modo inteligente, do jeito que o cliente quer. Desde que lançou seu primeiro computador, a DELL tem inspirado continuamente o setor, estabelecendo novos patamares e atuando de forma pioneira em desenvolvimentos essenciais nos segmentos de computação doméstica, pequenas empresas e corporativo. A DELL capacita países, comunidades, clientes e indivíduos de todos os lugares a usar a tecnologia para tornar seus sonhos realidade. Os clientes acreditam na ampla oferta de soluções tecnológicas, que os ajuda a realizar e obter mais, não importando se eles estão em casa, no trabalho, na escola ou em qualquer lugar do mundo. Ouvir. Aprender. Fornecer. É isso que a empresa faz. Afinal na DELL que manda é o cliente. 

A história 
Michael Dell, um jovem com então 19 anos, começou sua empreitada em uma manhã quente de verão em 1984 enquanto ainda cursava o primeiro ano de medicina na Universidade do Texas na cidade de Austin. Com apenas US$ 1 mil, dinheiro conseguido através de um empréstimo com seus avôs, o ambicioso jovem fundou uma empresa com o nome de PC’s Limited. Sua ideia era vender computadores pessoais direto aos clientes, eliminando assim os canais tradicionais de distribuição: as lojas. Para dar o pontapé inicial da nova empresa, ele precisava conseguir máquinas a preços baixos. Entrou em uma loja de informática e comprou a prazo todo o estoque de computadores encalhados. Aí, pegou essas máquinas, e dentro de seu minúsculo dormitório na universidade, calibrou-as com discos rígidos maiores e programas mais recentes, e começou a vendê-las por telefone, com preços em média 20% inferiores aos da concorrência. Nascia um conceito inovador e simples de negócio: vender computadores pessoais diretamente ao consumidor, trabalhando com estoques mínimos, sem o uso dos canais tradicionais de distribuição. Ou seja, uma visão revolucionária de como a tecnologia deveria ser projetada, fabricada e vendida. Desta forma, a empresa poderia detectar melhor a necessidade de seus clientes e oferecer soluções mais eficazes para satisfazê-los.


Com o sucesso inicial da empresa, Michael Dell largou a faculdade de medicina para administrar seu negócio em tempo integral. Somente no primeiro ano, a empresa alcançou faturamento de US$ 6 milhões. No ano seguinte a empresa fabricou seu primeiro computador com design próprio, o Turbo PC, vendido por apenas US$ 795 e equipado com processador Intel 8088 com a velocidade de 8MHz, um disco rígido de 10 MB e uma unidade de disquete de 5,25”. A pequena empresa então colocou anúncios em revistas de informática para venda direta aos consumidores, além da possibilidade do cliente escolher a configuração que mais lhe convinha. Isto permitiu que o preço final dos computadores fosse mais competitivo e o modo de compra mais conveniente. Ainda nesta época, a empresa estabeleceu a experiência do cliente como um diferencial ao oferecer a primeira garantia de devolução nos primeiros 30 dias após a compra, além de ser uma das primeiras do setor a oferecer assistência ao produto no dia seguinte, em domicílio. O sucesso foi tanto que Michael começou a ser assediado para vender sua empresa. No mês de junho de 1987, a PC’s Limited começou a operar também no Reino Unido, marcando assim o primeiro passo para sua internacionalização. Nos quatro anos seguintes, a empresa espalhou suas operações por outros 11 países ao redor do mundo.


Em 1988 a empresa adotou oficialmente o nome de DELL COMPUTER CORPORATION e abriu seu capital na Bolsa de Valores, levantando dinheiro para uma expansão à curto prazo. Foi quase nesta mesma época que a DELL lançou no mercado seu primeiro notebook, ingressando em um segmento que se tornaria altamente lucrativo uma década mais tarde. Pouco depois, em 1990, a empresa tentou vender seus produtos indiretamente através de supermercados e grandes lojas de computadores como as redes CompUSA e Staples, porém o sucesso foi muito tímido e a DELL voltou o foco no seu bem sucedido modelo de vendas diretas ao consumidor. Além disso, ao converter toda a sua linha de produtos para os chips Intel 486, seus computadores deram um enorme salto de qualidade.


Em 1993, ingressou de vez na chamada “Guerra dos computadores” ao baixar seus preços ainda mais e estender a garantia. Foram anos de uma obsessiva busca pela redução de custos, que resultou em uma empresa feita sob medida para a internet – anos antes que ela existisse. Em 1994, por exemplo, era possível acessar o site da empresa, selecionar um sistema, adicionar ou subtrair várias combinações de componentes, tais como memórias, disco rígido, adaptadores de vídeo, modems ou colunas, e obter o preço final em tempo real. Quando, em 1995, a internet explodiu, a DELL tinha literalmente a faca e o queijo na mão. Começou a vender online no ano seguinte. Em 1997 se tornou a primeira empresa a registrar um volume diário de vendas online no valor de US$ 1 milhão. Dois anos mais tarde ultrapassou a Compaq e se tornou a maior vendedora de computadores pessoais do mercado americano. A DELL abriu sua fábrica em solo brasileiro na cidade de Eldorado do Sul no Rio Grande do Sul em novembro desse mesmo ano. Em 2007 a fábrica seria transferida para a cidade de Hortolândia no interior de São Paulo.


A partir de 2002 expandiu seus produtos para os segmentos de multimídia e entretenimento com o lançamento de televisores LCD, handhelds, tocadores de músicas digitais (cuja fabricação foi interrompida em 2006), impressoras e projetores. Em 2003 a empresa simplificou seu nome apenas para DELL INC., cujo intuito era traduzir sua expansão além do segmento de computadores pessoais. Em 2005, promovendo seu total comprometimento com o meio ambiente, a linha de produtos de desktop Dell™ OptiPlex™ apresentou placa-mãe, fonte de alimentação e chassi sem chumbo. Mas o modelo revolucionário que projetou a empresa não foi suficiente para manter a feroz concorrência à distância. O foco engessado na venda direta de desktops e datacenters fizeram a DELL tropeçar. E em 2006, apesar de adquirir a líder em jogos de computador Alienware™ para complementar seus sistemas de alto desempenho projetados para clientes apaixonados por jogos e conteúdo de mídia, a empresa foi ultrapassada pela HP na liderança mundial da venda de computadores. A empresa ainda tentou se desfazer de antigos dogmas e levou seus produtos ao varejo. Mas a desaceleração do mercado, com a crise econômica, atrapalhou os planos de uma virada triunfal. Pressionado, Michael Dell revolucionou seu modelo de negócios. Dois anos depois, uma DELL que ninguém conhecia chegou discretamente a hospitais, escolas e até às Forças Armadas oferecendo soluções inovadoras. Com isso, a empresa desejava desvincular a imagem de hardware para ser vista como uma provedora de soluções. Mas não se iluda. O que a DELL desejava com tudo isso era vender mais e mais computadores - mas computadores com maior valor agregado, seja quem for o cliente.


Em 2009 a empresa adquiriu a Perot Systems por aproximadamente US$ 3.9 bilhões, tendo a pretensão de transformá-la em sua divisão global de prestação de serviços (hoje conhecida com DELL SERVICES). Com isso, a DELL expandiu sua gama de serviços de TI, incrementando suas vendas de hardware para os clientes da Perot, uma das maiores prestadoras de serviço na área de saúde nos Estados Unidos na época. Além disso, a empresa projetava em um futuro próximo prestar serviços de nova geração como, por exemplo, computação na nuvem.


Além disso, outras novas apostas foi oferecer produtos de nicho, de maior valor agregado. Notebooks super-resistentes e blindados foram fabricados com foco nos profissionais da construção civil e do setor petroquímico. Agentes da polícia também são usuários do produto. Um laptop de 10 polegadas e com teclado lavável, foi lançado pensando em jovens estudantes. Uma luz externa indica ao professor quando o aluno está conectado à internet em horário de aula. Mas para se aproximar ainda mais do consumidor final, a DELL ingressou recentemente no segmento de tablets. Além disso, para reforçar o compromisso com o fornecimento de soluções de TI aos seus clientes, a empresa investiu milhões de dólares em aquisições de outras empresas, no desenvolvimento de centros de dados e soluções em todo o mundo e na inauguração de centros de I&D em Israel e nos Estados Unidos. Em 2012 a empresa estabeleceu o DELL SOFTWARE GROUP e focou em quatro áreas chaves de crescimento: end user computing, soluções enterprise, software e serviços.


A empresa travou durante meses uma ferrenha queda de braço em Wall Street para deixar a Bolsa de Valores, o que só conseguiu no fim de outubro de 2013, ao custo de US$ 24.9 bilhões para o fundador Michael Dell e o fundo de investimento Silver Lake. Acossada pelo encolhimento do mercado de computadores pessoais, vítima da enodem popularidade de tablets e smartphones, a estratégia da DELL foi se reinventar como uma empresa de suporte e fornecedora de serviços de computação, a exemplo do que fez a IBM nos anos de 1990. Mas isto não significa que a empresa irá deixar de vender computadores, que ainda representam mais da metade de sua receita anual, apenas irá diminuir essa dependência. O foco é investir cada vez mais em soluções de TI, com oferta de produtos, serviços e software para clientes de diferentes perfis, desde usuários finais até grandes empresas. Tudo a ver com seu slogan “The power to do more” (em tradução livre “O poder de fazer mais”).


A linha do tempo 
1989 
Introdução do DELL 316LT, primeiro notebook da marca. 
1991 
Lançamento do primeiro notebook com tela colorida. 
1993 
Lançamento do DELL XPS, uma linha de computadores de alta performance. 
Lançamento do DELL DIMENSION e do OptiPlex™, notebooks desenvolvidos para pequenos negócios e usuários domésticos. 
1994 
Lançamento do DELL LATITUDE, um laptop que possuía a bateria mais durável do mercado na época. Com isso, a DELL se tornou a primeira empresa do segmento a utilizar em seus produtos a bateria de lítio. 
Introdução de uma linha de servidores de rede (Dell PowerEdge™). 
1997 
Lançamento da linha PRECISION, composta por desktops workstations (estações de trabalho) destinada a usuários que necessitavam de aplicações gráfica de alta performance. 
1998 
Complementa suas ofertas de centros de dados com o lançamento da série PowerVault™, uma linha robusta de produtos de armazenamento, incluindo um subsistema de armazenamento baseado em um canal de fibra. 
1999 
Lançamento do suporte técnico online chamado “E-Support Direct from Dell”, uma ferramenta que facilita a resolução de problemas. 
2001 
Lançamento da linha PowerConnect, composta por switches, equipamentos usados para conectar e distribuir comunicações entre uma linha tronco ou backbone aos usuários. 
2002 
Introdução dos quiosques de vendas (conhecidos como DELL DIRECT STORES) em centros de compras espalhados pelo estado do Texas. Cada quiosque apresentava mais de 36 modelos de computadores e monitores, além de acessórios. Rapidamente, este canal de venda se espalhou, sendo adotado também em outros países como Austrália, Inglaterra, Cingapura e Hong Kong. Em 2008, todos os quiosques da empresa nos Estados Unidos foram fechados e esse modelo de venda aos poucos foi descontinuado em todo o mundo. 
Lançamento do projetor 1300MP, que marcou a entrada da DELL nesse segmento. 
Lançamento do PowerEdge™ 1655MC, primeiro servidor blade da empresa. 
2003 
Introdução de uma linha de impressoras (laser e jato de tinta), expandindo sua gama de produtos. 
Lançamento da linha de notebooks INSPIRION
2004 
Lançamento de um dos primeiros sistemas de computadores com memória DDR2, que incrementa o desempenho e velocidade no acesso de dados. 
2006 
Inauguração de sua primeira loja própria em um centro de compra na cidade de Dallas. O principal objetivo era proporcionar aos clientes uma maior interação com os produtos da marca, permitindo assim tirar dúvidas diretamente com a equipe de vendas antes de efetuar a compra. 
A empresa foi pioneira no setor ao oferecer reciclagem gratuita de produtos para consumidores em todo o mundo. 
Revolucionou a comunicação entre empresas e clientes com o lançamento do Direct2Dell: um blog para permitir conversas rápidas, diretas e bidirecionais com seus clientes. 
2007 
Lançamento da linha VOSTRO, direcionada para pequenas e médias empresas, que necessitam de um equipamento eficaz a preços acessíveis. A linha era inicialmente composta por quatro computadores portáteis e um de mesa. Eram pretos e discretos, sem apelos visuais. A linha oferecia ferramentas de suporte remoto via rede, o Dell Network Assistant. Os serviços eram indicados para empresas com até 25 funcionários, que não possuíssem uma equipe de TI, mas precisassem de suporte para infraestrutura de hardware. 
2008 
Lançamento da linha STUDIO, que oferece produtos, incluindo laptops e desktops, com inúmeras variações de cores e possibilidades de personalização. Um dos destaques desta linha era o DELL STUDIO HYBRID, um mini-pc com formas arredondas que oferecia a opção de personalização do gabinete em diversas cores, incluindo até um gabinete de bambu. 
Lançamento dos notebooks DELL LATITUDE™ e E-FAMILY, que redefiniram a computação empresarial móvel com vida útil de bateria inovadora e melhorias no design orientadas por opiniões do usuário final. 
Lançamento de seu primeiro centro de processamento de dados modular: autosuficiente e otimizado para aplicativos de computação em nuvem. 
2009 
Lançamento para o mercado chinês do MINI 3i, primeiro smarthphone da marca. Com tecnologia 3G, os aparelhos possuíam tela touchscreen, câmera de 3 mega pixels, sistema operacional Android, memória de até 35 GB, além de permitir gravação de vídeos. 
Lançamento do ADAMO XPS e LATITUDE™ Z, os computadores portáteis mais finos do mundo na época - com espessura de 9,99 milímetros - direcionados para consumidores finais e empresariais que exigem design, inovação e funcionalidade. 
2010 
Lançamento do STREAK, primeiro tablet da marca. O dispositivo de 5 polegadas foi concebido para oferecer a melhor experiência de entretenimento, ligação social e navegação em movimento. 
2013 
Lançamento da nova linha de tablets VENUE, composta por quatro modelos que se diferenciam pela flexibilidade e opções de configuração.


A sede 
A sede mundial da poderosa DELL, localizada em Round Rock, cidade próxima a Austin, capital do estado do Texas, é um enorme complexo de prédios de 200.000 m², que a empresa ocupa desde 1996, época em que 3.600 pessoas trabalhavam por lá. O Round Rock One, como é conhecido o prédio-sede da empresa, não lembra os chamados quartéis-generais despojados de outras empresas de tecnologia. Apesar da arquitetura moderna, as salas de Michael Dell e de outros executivos parecem mais gabinetes de grandes corporações da velha guarda, guarnecidos por um sem-fim de secretárias. Atualmente trabalham no local aproximadamente 14.000 funcionários.


O gênio por trás da marca 
Chamado de cowboy dos computadores, Michael Saul Dell nasceu no dia 23 de fevereiro de 1965 na cidade de Houston, estado americano do Texas. Seu interesse por computadores começou muito cedo, desde quando tinha sete anos e comprou a primeira máquina de calcular. Apesar de nunca ter feito cursos de informática, era fascinado por micros. Seu primeiro computador foi um Apple II, que ele transportou para o quarto da casa em que morava com os pais, em Houston, e desmontou-o apenas para “ver como funcionava”. Seus pais ficaram loucos da vida. Desembarcou em Austin vindo de Houston a bordo de um BMW branco, que comprou com o dinheiro que acumulara vendendo assinaturas de jornal, para cursar medicina em uma universidade. Começou a empresa no dormitório da faculdade, desmontando micros e adicionando componentes mais sofisticados para vendê-los com algum lucro. As aulas foram sendo postas de lado até serem excluídas da rotina de sua vida. Era o início de uma empresa de sucesso. Em 1992, tornou-se o mais jovem executivo a ter uma empresa na lista das 500 maiores americanas da tradicional revista Fortune. No início de 2007, depois da empresa registrar lucros menores que os esperados em 2006 e de perder a liderança mundial na área para a HP, ele decidiu reassumir a presidência executiva da DELL. Casado, pai de quatro filhos, ele vive em uma mansão nos arredores de Austin e tem enorme predileção por dirigir modelos esportivos da Mercedes-Benz. Não é conhecido pelo seu carisma nem visão. Apenas pelo seu grande jeito para os negócios. Segundo Michael “Você não tem que ser um gênio ou um visionário para o fazer, basta acreditar no seu sonho e mergulhar intensamente no negócio”. Atualmente ele é um dos homens mais ricos dos Estados Unidos, com uma fortuna avaliada em mais de US$ 22.4 bilhões. Foi assim que Michael Dell, executivo-chefe há mais tempo no cargo na indústria de computadores, e que anunciou aos 18 anos que bateria a IBM, se tornou o homem mais rico do mundo com menos de 40 anos de idade.


A evolução visual 
O logotipo da marca passou por algumas remodelações ao longo dos anos. A identidade visual original da marca, que era constituída pelo nome DELL com traços acima e abaixo, foi utilizada até 1989 quando foi introduzido o tradicional logotipo com a cor azul-clara e a letra “E” meio deitada. No final de 2008, a DELL modernizou seu tradicional logotipo azul. Apesar de manter a tipografia da letra, adotou a cor prata e preta, além de um círculo.


Mas pouco depois, em 2010, a marca resolveu mesclar elementos do segundo logotipo com o então atual para criar uma nova identidade visual, que voltou a utilizar a tão característica cor azul-clara.


Os slogans 
The power to do more. (2010) 
Yours is here. (2007) 
Did you know. (2007) 
Dell. Purely You. (2006) 
Easy as Dell. (2003) 
Be Direct. (1999) 
Values In Action. 
It’s not just a deal, it’s a Dell!


Dados corporativos 
● Origem: Estados Unidos 
● Fundação: 1 de fevereiro de 1984 
● Fundador: Michael Dell 
● Sede mundial: Round Rock, Texas, Estados Unidos 
● Proprietário da marca: Dell Inc. 
● Capital aberto: Não 
● Chairman & CEO: Michael Dell 
● Faturamento: US$ 56.9 bilhões (2013) 
● Lucro: US$ 2.37 bilhões (2013) 
● Fábricas principais: 9 
● Presença global: 180 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 108.800 
● Segmento: Informática e tecnologia 
● Principais produtos: Computadores, notebooks, tablets, impressoras, monitores, servidores e soluções de armazenamento e rede 
● Concorrentes diretos: HP, Acer, Sony, Apple, Gateway, Toshiba, Samsung, Lenovo, Oracle, Cisco e IBM 
● Ícones: Pioneirismo no comércio online 
● Slogan: The power to do more. 
● Website: www.dell.com.br 

A marca no mundo 
A DELL, baseada na cidade texana de Round Rock, é a terceira no mercado dominando aproximadamente 25% das vendas mundiais de computadores pessoais, atrás apenas da Lenovo e da HP. Com mais de 180 mil funcionários, 9 fábricas principais, 60 centros de suporte técnico, produtos comercializados em 180 países ao redor do mundo, a empresa faturou em 2013 aproximadamente US$ 57 bilhões. A DELL é a líder mundial em vendas no segmento de monitores. Mais de 10 milhões de pequenas empresas, no mundo inteiro, utilizam as soluções e serviços da empresa. A DELL também serve mais de 95% das empresas listadas na Fortune 500, todos os governos do G20, todos os governos estatais dos Estados Unidos e quase toda a agência federal dos Estados Unidos. A DELL oferece os servidores com melhor desempenho, inovação e mais fácil gestão da indústria, sendo fornecedora líder de servidores x86 na América do Norte e na região Ásia-Pacífico. Além disso, seus produtos estão presentes em mais de 60.000 pontos de venda de grandes varejistas no mundo inteiro. A empresa vende mais de 15 milhões de computadores anualmente. A DELL é hoje a provedora de computadores número um no mundo para grandes corporações e para o setor público. 

Você sabia? 
A empresa vende mais de US$ 75 milhões por dia via internet. A DELL recebe 900 milhões de pedidos por trimestre, em seus 82 sites diferentes, escritos em 34 línguas e dialetos e utilizando 40 moedas para efetuar transações. 
Hoje em dia a DELL despacha mais de 110.000 computadores por dia para clientes em mais de 180 países em todo o mundo. 
A empresa também ocupa a posição de número 51 no ranking da revista FORTUNE 500 de 2014 (empresas de maior faturamento no mercado americano). 
Desde 2011 a empresa realiza o evento DELL WORLD, uma conferência que apresenta as principais tendências e tecnologias para os profissionais de tecnologia da informação e vendas, com participação de clientes, parceiros, meios de comunicação, analistas e colaboradores. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek, Época Negócios e Isto é Dinheiro), jornais (Valor Econômico, O Globo e Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 28/1/2015

5 comentários:

Elizângela/Claúdia/Sinai/Janilton/Tâmara disse...

Parabéns, pelo blog e pelas informações sobre a Dell me ajudaram muito para umn trabalho de faculdade.

Consultora Educacional disse...

Gosto muito dos artigos de ótima qualidade do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver meu Curso de Informática. Emily Nascimento.

TheRomulow disse...

Tudo que eu precisava para meu trabalho, conteudo excelente.
Procurei muito por Michael Dell e so achei oque precisava aqui, parabens.

TheRomulow disse...

Excelente post, ajudou 100% meu trabalho sobre michael dell, procurei mt na net sobre ele, e aqui ta completo, super interessante, mt obrigado ae e tao de parabens!

TheRomulow disse...

MT bom o post, excelente ajudou mt para que eu fizese meu trabalho, procurei mt e n achei mt coisa dele, mas aqui esta super completo, mt obrigado vlw mesmo, super interessant o post, parabens!