30.5.06

DANONE


Dificilmente alguém quando criança não experimentou o tradicional Danoninho, aquele que vale por um bifinho. Na grande maioria das geladeiras de pessoas que se preocupam com uma vida saudável, dificilmente não terá os potinhos verdes do iogurte ACTIVIA, ou até mesmo do ACTIMEL, um iogurte que ajuda a reforçar e defender o organismo de forma natural. Com açúcar, mel ou frutas, não importa a maneira de comer, o iogurte conquistou fãs em todos os continentes graças, em grande parte, a marca DANONE, uma especialista em produtos lácteos e um verdadeiro símbolo francês, que há décadas cumpre a missão de levar saúde e nutrição de qualidade para milhões de pessoas no mundo inteiro. 

A história 
Tudo começou logo depois da Primeira Guerra Mundial quando o médico grego Isaac Carasso estava extremamente preocupado com as doenças intestinais que atacavam as crianças da cidade de Barcelona, devido às más condições de higiene e ao clima quente da região. Até que se lembrou de um exilado búlgaro que conheceu anos antes na Suíça e havia lhe ensinado a fabricação empírica do iogurte, produto que ele conhecia bem, já que era vendido normalmente, por peso, nas ruas de Salônica, sua cidade natal. Foi então, que começou a estudar o trabalho de Elie Metchnikoff, microbiologista russo que acreditava que ao introduzir lactobacilos, encontrados no iogurte e no leite coalhado, no sistema digestivo, aumentaria a imunidade do organismo. Conhecendo seus benefícios, ele decidiu fabricá-lo a partir de fermentos lácticos fornecidos pelo renomado Instituto Pasteur. Foi então que no ano de 1919, em um pequeno galpão da cidade, inspirado nos métodos utilizados na região dos Balcãs, ele começou a fabricar o iogurte com leite fresco, contando com a ajuda de um sobrinho e apenas dois empregados. Batizou-o de DANONE, resultado da união do apelido de seu filho primogênito Daniel, chamado carinhosamente de Danon, pequeno Daniel em catalão, e da letra “e”, pois era impossível registrar um nome próprio como marca. Inicialmente o produto, acondicionado em potinhos de porcelana, era comercializado em farmácias sob prescrição médica.
 

O negócio prosperou pela Espanha e, no dia 6 de fevereiro 1929, seu filho, Daniel Carasso, depois de um estágio em bacteriologia no renomado Instituto Pasteur, resolveu estabelecer a empresa na França, fundando assim a Sociedade Parisiense do Yoghourt Danone, que iniciou as atividades em uma modesta loja de apenas 78m², para pouco depois, em 1932, construir uma fábrica, localizada nos subúrbios da cidade de Paris. A empresa rapidamente teceu uma rede de relações privilegiadas com o corpo médico, vivamente interessado pelo discurso bacteriológico e clínico dos produtos fabricados pela novata DANONE. Apesar de seu pai ter posicionado o iogurte como um alimento saudável, vendido em farmácias, nessa época, Daniel adicionou ao produto uma dimensão prazerosa. E para isso, utilizou recursos inovadores como propaganda e embalagens decoradas para chamar a atenção dos consumidores.


No final desta década, em 1937, a DANONE lançaria no mercado francês o primeiro iogurte aromatizado com frutas. Daniel era judeu espanhol, e, quando começou a Segunda Guerra Mundial, foi obrigado a exilar-se nos Estados Unidos, onde fundou em 1942 com o apoio financeiro de seu sogro, o Dr. Herman Baruch, a Dannon Milk Products, vendendo iogurte sem sabor em garrafas de vidro de quase meio litro na cidade de Nova York. Nesta época os consumidores pagavam 11 centavos de dólar e uma garantia de três centavos pela garrafa. A palavra DANNON foi utilizada para adequar o nome a pronúncia americana. Nesse período, as fábricas francesas e espanholas tinham ficado com pessoas de confiança e, quando Daniel voltou à França, em 1945, reassumiu o controle da empresa.


Pouco depois, em 1947, a empresa revolucionou o segmento ao introduzir o iogurte com geleia de morango embalado em garrafas no mercado americano. As vendas dispararam e novos sabores foram adicionados à linha de produtos, como por exemplo, os iogurtes aromatizados, conhecidos como “Fruity”, introduzidos no mercado americano em 1953, mesma época em que a empresa adotou o slogan “Danone, the desert of happy digestions” (em tradução livre “Danone, a sobremesa das digestões felizes”). Em 1958 a empresa inaugurou sua segunda fábrica na cidade de Paris para atender a alta demanda por seus produtos. Nesse mesmo ano, deu os primeiros passos para uma fusão, quando os iogurtes DANONE foram acondicionados nos depósitos da empresa Fromageries Gervais, uma tradicional produtora francesa de queijos frescos. No começo da década de 1960, a DANONE e a Gervais iniciaram várias atividades em conjuntos, culminando com a fusão em 1967. A nova empresa chamada GERVAIS-DANONE, começou a investir na diversificação de produtos criando várias divisões.


Na década de 1970 a empresa inaugurou inúmeras fábricas pelo mundo, iniciando assim uma grande escalada rumo ao sucesso internacional. No mês de dezembro de 1972, a empresa se uniu a BSN, uma empresa de engarrafamento. A nova empresa, BSN Gervais Danone, passaria a se chamar GROUPE DANONE somente em 1994. Outra novidade da década foi o lançamento de produtos revolucionários e inovadores como: Danette, uma sobremesa cremosa a base de chocolate; e o Petit Suisse (conhecido no Brasil como Danoninho). Em 1981, a empresa vendeu seus negócios na área de engarrafamento, dedicando-se exclusivamente ao setor alimentício. No ano de 1986 ingressou no mercado de biscoitos e bolachas ao adquirir a General Biscuit, que era proprietária da tradicional marca LU, fundada em 1846 pela família Lefevre-Utile. Pouco depois, a DANONE lançou, no mercado americano, dois grandes sucessos: a linha BIO com Bifidus Activo, iogurtes que ajudavam a regenerar a flora intestinal e contribuíam para uma melhor digestão; e a linha de iogurtes light, ideal para uma época em que as pessoas estavam começando a se preocupar com a saúde e o culto ao corpo ganhava cada vez mais adeptos. Em 1993 adquiriu a marca de água mineral Volvic, engarrafada pela primeira vez em 1938, e que se tornou entre as cinco de maior consumo no mundo.


Nos anos seguintes a DANONE introduziu no mercado produtos inovadores, entre eles os que ajudavam a reforçar e defender o organismo de forma natural, outros que contribuíam para baixar o colesterol e até mesmo os que eram benéficos para a pele, se tornando uma das maiores empresas de alimentos do mundo, especialmente nos segmentos de alimentos funcionais, vendendo desde iogurtes e bolachas até água mineral engarrafada. Em 2007, a empresa, devido a sua estratégia em focar-se no segmento de produtos funcionais e lácteos frescos e alimentação infantil, vendeu sua divisão de bolachas e biscoitos para a americana Kraft Foods por €5.3 bilhões. E pouco depois, a DANONE adquiriu a empresa holandesa Numico (proprietárias de marcas fortes no segmento como Nutricia, Milupa e Cow & Gate) e passou a atuar nos segmentos de saúde e nutrição, alinhada com a sua missão de levar saúde e nutrição para todos os públicos.


Em 2009, a DANONE inaugurou sua primeira loja em Barcelona. Era um espaço de 300 m² que combinava uma espécie de “iogurteria”, um pequeno restaurante de comida saudável e um museu interativo da marca. A loja foi uma aposta da DANONE para estreitar os laços com seus consumidores. Em 2010, como parte da estratégia de expansão no Leste Europeu, a empresa adquiriu a Unimilk, segunda maior fabricante de laticínios na Rússia. Além disso, a empresa lançou nesse ano o iogurte grego nos Estados Unidos, categoria que nos últimos anos teve um crescimento astronômico em diversos importantes mercados mundiais.


A linha do tempo 
1933 
A empresa patenteou o iogurte com geleia de frutas na cidade de Praga, na República Checa. O produto ganharia popularidade depois de ser introduzido nos Estados Unidos em 1947. 
1964 
Lançamento da linha TAILLEFINE, iogurtes sem gordura e sem adição de açúcar. Atualmente esta linha de produtos fatura anualmente cerca de €1 bilhão. 
1970 
Lançamento do DANETTE, uma sobremesa cremosa a base de chocolate. Atualmente essa extensa linha de produtos fatura aproximadamente €500 milhões anualmente. 
1972 
Lançamento do produto de maior sucesso da empresa: o petit suisse DANONINHO. Em alguns mercados o produto é conhecido como DANITO, DANINO, DANONINO e GERVAIS. Atualmente, com suas vitaminas adicionadas para favorecer o crescimento infantil, é um dos produtos mais caros e importantes da linha láctea da DANONE, faturando aproximadamente €900 milhões todos os anos, sendo comercializado em mais de 35 países ao redor do mundo. Sua linha é composta por mais de 35 variedades, algumas delas comercializadas somente em alguns países. Além disso, DANONINHO é enriquecido com vitaminas diferentes dependendo de cada país onde é comercializado, como por exemplo, no mercado francês, onde a versão de morango é enriquecida com cálcio; já na Polônia o produto é rico em Vitamina D; e no Brasil em ferro e zinco. 
1975 
Lançamento do DANONE SILHOUETTE, primeiro iogurte livre de gorduras do mercado. 
1987 
Lançamento do DANONE ACTIVIA, introduzido inicialmente como BIO na França e Bélgica, um iogurte funcional que acelera o trânsito intestinal, contendo o exclusivo bacilo DanRegularis, um probiótico (microorganismo vivo), que foi selecionado pela Danone Vitapole – Centro Internacional de Pesquisas do Grupo DANONE. Em alguns países também é comercializado o ACTIVIA LIGHT, versão sem gordura e com calorias reduzidas. Atualmente a linha, composta por diversos produtos, é comercializada em 72 países, vendendo mais de 310 copinhos por segundo no mundo e faturando mais de €2.5 bilhões anualmente. 
1988 
Após aprovação do aspartame pelo FDA (Food and Drug Administration) o DANONE LIGHT é introduzido no mercado americano. 
1992 
Lançamento no mercado americano do iogurte infantil DANONE Sprinkl’ins
1996 
Lançamento da linha ACTIMEL (também conhecido como DanActive em alguns países), primeiramente na Espanha, e que revolucionou o segmento de produtos saudáveis. Os produtos da linha continham um fermento lácteo que ajudava a reforçar e defender o organismo de forma natural. Atualmente esta linha de produto, comercializada com um preço quatro vezes maior que o iogurte natural, é vendida em mais de 36 países com enorme sucesso, faturando aproximadamente €1.2 bilhões anualmente. 
2004 
Lançamento do DANACOL, iogurte que contém, além dos fermentos lácticos cativos, adições de esteróis vegetais, ajudando assim a diminuir o colesterol. Atualmente essa linha possui faturamento de €300 milhões anualmente. 
2006 
Lançamento do DANONE ESSENCIS, um iogurte que age como um cosmético na pele, de dentro para fora, tendo finalidades terapêuticas. Esse iogurte funcional é composto por ingredientes que atuam diretamente na região cutânea e ajudam a evitar a perda excessiva de água, retardando o processo de envelhecimento, e melhorando o aspecto e a saúde da epiderme. 
2007 
Lançamento no Brasil do DANONINHO ICE, versão congelada do petit suisse com polpa de morango. 
Lançamento do DANITO, uma linha voltada para crianças e pré-adolescentes composta por leite fermentado, polpa de frutas com cereais coloridos e cereais de chocolate. 
2009 
Lançamento do DANONE DENSIA, um novo iogurte que assegura manter os ossos fortes e preencher metade da dose diária de cálcio recomendada, 800 miligramas (mg). O produto foi desenvolvido para atender as necessidades nutricionais diárias de pessoas com mais de 45 anos de idade. 
2010 
Lançamento da DANONE SAVIA, uma completa linha de leites e iogurtes feitos exclusivamente de soja, que combinam o poder nutritivo e a leveza da proteína vegetal com baixo teor de gordura saturada, 100% vegetal e, portanto, com 0% lactose. 
Lançamento do DANONE GREEK, um iogurte grego extremamente cremoso e saboroso, considerado pela empresa o melhor do mundo, disponível em sabores como morango, blueberry, mel e baunilha. Em 2011, essa linha foi rebatizada de DANONE OIKOS
Lançamento dos iogurtes adoçados com Stevia da DANONE VITALINEA, cuja característica principal é o baixo teor de gordura. 
2012 
Lançamento do DANONE DANIO, um novo iogurte que utiliza um processo exclusivo de concentração (a receita requer três vezes mais leite que um iogurte tradicional), resultando em uma consistência mais firme, com baixo teor de gordura, duas vezes mais proteínas e frutas de verdade.


A divisão de águas minerais 
Dizem que água é vida, mas para a DANONE é lucro, muito lucro. Afinal, as águas minerais representam aproximadamente 20% do faturamento mundial da empresa, que em 2013 rompeu os €21 bilhões. A relação da DANONE com o segmento de águas minerais começou no início da década de 1970 quando a empresa francesa adquiriu a compatriota EVIAN, uma das marcas de águas minerais mais consumidas do mundo. E o negócio parece ter sido excelente, tanto que nas décadas seguintes a DANONE comprou diversas outras marcas, estrategicamente consolidadas em importantes mercados consumidores, como por exemplo, em 1993, ao adquirir a marca francesa VOLVIC; em 1996 ao adquirir a mexicana BONAFONT, uma água mineral natural, sem gás, extremamente leve e com baixo teor de sódio que surgiu no mercado em 1992 e se tornou líder absoluta naquele país; ou em 1998 quando adquiriu a AQUA, marca que surgiu em 1973 na Indonésia. Hoje em dia a empresa tem em seu portfólio as marcas EVIAN (vendida em 143 países), BONAFONT (presente no México, Brasil e Polônia), AQUA (se tornou tão popular na Indonésia e região, que vende mais de 10 bilhões de litros anualmente), BADOIT (água mineral com gás engarrafada desde 1778), VOLVIC (engarrafada desde 1938, a marca está presente em 60 países), VILLA der SUR (marca argentina), FONT VELLA (marca espanhola com forte presença no mercado local), MIZONE (está presente em mais de 177 cidades chinesas, que representam 50% da enorme população do país) e ZYWIEC ZDRÓJ (marca polonesa).


Os institutos e as pesquisas 
O primeiro Danone Institute foi criado na França em 1991, e tinha como principal objetivo estimular a relação entre os pesquisadores e os profissionais das áreas de alimentação, nutrição, saúde e educação. A partir desta data, outros institutos foram implantados na Espanha, Alemanha, Bélgica, Itália, República Checa, Polônia, Estados Unidos, Brasil (1997), Canadá, México, Japão, Turquia, Indonésia, Rússia e China. Apesar do grande intercâmbio de informações existentes entre os institutos, cada um funciona independentemente, definindo seu próprio programa de ação de maneira que seja útil e coerente com o ambiente e os problemas locais. Atualmente existem 18 Institutos Danone espalhados pelo mundo, que contam com 250 especialistas das mais variadas disciplinas como nutrição, ciência da alimentação, fisiologia, microbiologia, toxicologia, pediatria, endocrinologia, genética, sociologia e psicologia. O Instituto Danone patrocina mais de 900 projetos e pesquisas pelo mundo.


Além disso, em 2002 a empresa inaugurou em Palaiseau, nos arredores da cidade de Paris, o Centro Internacional de Pesquisas do Grupo DANONE, batizado de DANIEL CARASSO CENTRE. Neste moderno e avançado centro tecnológico aproximadamente 360 pesquisadores trabalham para criar e desenvolver as futuras receitas dos iogurtes da DANONE. O centro possui ainda uma completa Cepoteca com mais de 3.500 bactérias, conservadas a -80 graus em uma caixa-forte robotizada, que guarda o tesouro das novas criações da empresa; além do Atelier Consumidor, uma área onde são feitos testes de sabor e textura, entre outros, com grupos de consumidores. A DANONE investe anualmente mais de €275 milhões em pesquisas e desenvolvimento de novos produtos.


A evolução visual 
Sempre em evolução, a identidade visual da marca passou por grandes modificações ao longo dos anos. Em 1994 apresentou um logotipo que utilizava tonalidades de azul e um traço vermelho. A última modificação ocorreu em 2005. Uma mudança simples, mas que reforça os valores da empresa: humanismo, abertura, proximidade e entusiasmo. Um sorriso, este foi o símbolo forte e universal que a DANONE agregou a sua marca para transmitir saúde, qualidade, confiança e carinho. Conceitos presentes em todos os seus produtos. Além de uma nova fonte, o logotipo ganhou um formato arredondado.


A DANONE é uma das raras marcas mundiais que tem dois nomes: DANONE nas línguas latina e francesa, e DANNON na língua inglesa. Apesar disso, essa diferença para no nome, pois a identidade visual da marca é a mesma.


Já a atual identidade corporativa do grupo DANONE surgiu em 1994, quando a BSN Gervais Danone adotou oficialmente um novo nome: GROUPE DANONE (que em 2009 seria abreviado apenas para DANONE). O logotipo corporativo, representado por um rapaz olhando para uma estrela no céu (que muitos afirmam ser uma representação da figura de Daniel, que era o filho de Isaac Carasso, fundador da empresa), reflete os planos de expansão global da empresa.


Os slogans 
Being Better Every Day. 
Love it for life. 
Danone, c’est bon et c’est sain. (1960) 
Danone, the desert of happy digestions. (1953) 
Iogurte é saúde. Iogurte é Danone. (Brasil) 
Sua dose diária de saúde. (Brasil) 
Você cada dia melhor. (Brasil)


Dados corporativos 
● Origem: Espanha/França 
● Fundação: 1919 (Espanha) e 6 de fevereiro de 1929 (França) 
● Fundador: Isaac e Daniel Carasso 
● Sede mundial: Paris, França 
● Proprietário da marca: Danone 
● Capital aberto: Sim 
● Chairman & CEO: Franck Riboud 
● Faturamento: €21.3 bilhões (2013) 
● Lucro: €1.42 milhões (2013) 
● Valor de mercado: €31.5 bilhões (março/2014) 
● Valor da marca: US$ 7.968 bilhões (2013) 
● Presença global: 140 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Maiores mercados: Estados Unidos, Espanha, França e Brasil 
● Funcionários: 101.000 
● Segmento: Alimentação 
● Principais produtos: Iogurtes, produtos lácteos e águas minerais 
● Concorrentes diretos: Nestlé, Chobani, Yoplait, Fage, Parmalat, Batavo e Vigor 
● Slogan: Sua dose diária de saúde. 
● Website: www.danone.com.br 

O valor 
Segundo a consultoria britânica Interbrand, somente a marca DANONE está avaliada em US$ 7.968 bilhões, ocupando a posição de número 49 no ranking das marcas mais valiosas do mundo. 

A marca no Brasil 
Em 1970 a DANONE chegou ao Brasil através de uma parceria com a Laticínios Poços de Caldas, empresa produtora do famoso requeijão de mesmo nome. Inovadora, a marca francesa lançou um produto inédito e muito saboroso: o iogurte com polpa de frutas, além do iogurte natural, disponível nas versões com ou sem açúcar. O lançamento do iogurte no mercado revolucionou os hábitos de consumo de milhões de brasileiros alcançando sucesso imediato, tanto pelas características dos produtos, gostosos, saudáveis e com nutrientes que devem fazer parte de uma alimentação balanceada, como também pela inovação das suas embalagens, afinal os potinhos, no modelo estriado, se transformaram em marca registrada da categoria. Apenas nove meses após o lançamento, a produção de iogurtes aumentou de 6 mil para 24 mil potes por hora para atender a enorme demanda.


Em 1973, o petit suisse DANONINHO, direcionado para o público infantil, foi introduzido no mercado. O produto ficou extremamente conhecido depois da campanha publicitária com o slogan “Danoninho vale por um bifinho...”, que se tornou um dos mais conhecidos na história da publicidade brasileira, além do famoso jingle, criado em 1988 por José Mário e Luiz Orchestra, que parodiava o famoso Bif, sequência de notas musicais no piano. Nos anos seguintes surgiram novos sabores, novos formatos de embalagens e novas aplicações para o consumo, como o líquido e o congelado. E Danoninho se tornou um verdadeiro sucesso entre a criançada.


Ainda nesta década, surgiu, em 1979, DANETTE, primeira sobremesa láctea cremosa a base de chocolate do mercado brasileiro. No início da próxima década, em 1983, foi introduzido o iogurte pronto para beber Dan’Up, especialmente formulado para os jovens que necessitavam ter pique no dia a dia e ao mesmo tempo se preocupavam com a saúde. Pouco depois, em 1989, chegou ao mercado a marca CORPUS, introduzindo aos brasileiros o conceito de iogurte de baixa caloria. A empresa francesa ingressou no mercado de biscoitos em 1994 através de uma associação com a Cia. Campineira de Alimentos, responsável pelos biscoitos TRIUNFO, que foi incorporada definitivamente em 1997. No ano seguinte, passou a comercializar biscoitos com as marcas Danone, Danyt’s e Break’Up. Dois anos depois, adquiriu a AYMORÉ e se consolidou como uma das maiores empresas de biscoitos e bolachas do Brasil. No ano de 2000, a DANONE adquiriu a Paulista, que está presente no mercado desde 1933 quando iniciou a sua trajetória com a distribuição porta a porta de leite em garrafas de vidro, ampliando assim sua linha de produtos lácteos frescos. Esta aquisição fez com que a empresa consolidasse a sua posição no mercado de produtos lácteos frescos. No ano seguinte, a marca de biscoitos LU chegou ao Brasil com forte conceito nutricional, sinônimo de saúde e nutrição em todo o mundo.


Nos anos seguintes a DANONE lançou no mercado novos produtos como o achocolatado Danette em 2002; o ACTIVIA, iogurte funcional que acelera o trânsito intestinal, em 2004; o DANITO, uma linha de produtos lácteos desenvolvidos para o público infanto-juvenil, em 2007; e mais recentemente o ACTIMEL, disponível nos sabores Original, Morango e Mix de Frutas. Em 2008, a DANONE vendeu a marca Poços de Caldas e licenciou o uso da marca Paulista para a Parmalat. Além disso, se desfez de sua divisão de biscoitos. Apesar destas novidades, a empresa enfrentou sua maior crise no Brasil no início do novo milênio. Com vendas em queda e prejuízos consecutivos, no fim de 2004, convocou o executivo argentino Gustavo Valle para dirigir a filial brasileira. O cenário apresentado foi claro: ou a empresa deixava de perder dinheiro, ou sairia do Brasil. Em 2005, a subsidiária voltou ao azul e em 2006 passou a ser lucrativa. Hoje em dia, a empresa, líder na venda de iogurtes com 38% do mercado nacional, opera uma fábrica no país, localizada em Poços de Caldas (MG) e alcança faturamento aproximado de R$ 2 bilhões. Há mais de 40 anos no Brasil, a DANONE é reconhecida por sua proposta de alimentação: contribuir para o bem-estar de seus consumidores, sempre de uma maneira prazerosa e saudável.


No Brasil, para atingir o público infantil de uma maneira mais eficaz, a marca trabalha em sua comunicação com duas famosas mascotes: DINO, um simpático dinossauro que promove os produtos da linha Danoninho desde 2002; e LEONE, um divertido leão mágico, que está sempre presente na comunicação dos produtos Danito.

A marca no mundo 
O grupo francês DANONE é um dos líderes mundiais no segmento de produtos lácteos frescos e água mineral engarrafada, além de forte atuação nos segmentos de alimentação infantil e nutrição clínica. Presente em 140 países, conta com mais de 100 mil colaboradores, sendo o terceiro maior grupo alimentício da Europa e o sétimo maior fabricante de alimentos do mundo, o primeiro em países como França, Espanha e Itália, além de possuir 35% de participação do mercado americano no segmento de iogurtes. No mundo a empresa vende diariamente mais de 80 milhões de copos de iogurtes, disponíveis em mais de 100 variedades de sabores. Somente as marcas Activia, Actimel, Danoninho e Danacol geram €6 bilhões em faturamento para a empresa, cujas vendas globais atingiram €21.3 bilhões em 2013. A Europa é responsável por 40% do faturamento da empresa e os maiores e mais importantes mercados são Estados Unidos, Espanha, França, Brasil (onde seus produtos estão disponíveis em amis de 150 mil pontos-de-venda espalhados por todo o país), China, Indonésia, México, Argentina e Reino Unido. 

Você sabia? 
São mais de 900 milhões de pessoas que consomem produtos DANONE no mundo inteiro. 
Cada filial da empresa no mundo deve batizar uma das salas de reunião de sua sede com o nome de Daniel Carasso, uma justa homenagem ao homem que ajudou a transformar o iogurte, de uma obscura comida étnica, em um artigo de consumo internacional por meio da marca DANONE. Ele morreu aos 103 anos no dia 22 de maio de 2009 em sua casa em Paris. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Isto é Dinheiro), jornais (Valor Econômico e Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Mundo Marketing), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 4/3/2014

8 comentários:

Anônimo disse...

Por que a Danone não traz o GREGO para o Brasil???

Anônimo disse...

Realmente o danone grego e M A R A V I L H O S O

Júlia Beck disse...

Muito bom!!! Obrigada. Agora já sei onde me informar um pouco sobre marcas! Profundo, fácil e gostoso de ler e sobretudo... útil!

cristiane ramos disse...

realmente o danonde "grego" é delicioso, e a história da marca Danone é interessante,pois mostra a persistência e dedicação de seus pioneiros.

Eucajus Poeta disse...

Fantástico, não a globo! O site, o texto, muito bom. Parabéns!
Quem sabe um dia minha marca não esteja aqui!
Abraços!

Anônimo disse...

Aguardem, em março Grego Danone!

Anônimo disse...

Olá, adoro este site. Porém, acho que a história da empresa Danone merece uma retificação. Nos dados corporativos, talvés o mais correto seja, ORIGEM:ESPANHA, SEDE MUNDIAL:FRANÇA.Abraços

Anônimo disse...

Para quem gosta do iogurte grego, experimento o Danio. É simplesmente maravilhoso, mata a fome mesmo e ainda tem bem menos calorias do que o grego. Recomendo!!!!