10.5.06

BIC

Elas revolucionaram os hábitos de escrita de milhões de consumidores em todo o mundo, que continuam a valorizá-las por sua qualidade e preço acessível. Dificilmente você encontrará no mundo uma pessoa que não tenha escrito ao menos uma palavra com uma caneta BIC. E muito menos que não conheça a marca, que também se tornou sinônimo de isqueiros e barbeadores descartáveis, oferecendo produtos simples, confiáveis e duráveis, por um preço acessível.

A história
A história desta famosa e popular marca tem sua origem no dia 25 de outubro de 1945 quando Marcel Bich, um ex-gerente de produção de uma fábrica de tintas, comprou uma modesta fábrica nos arredores de Paris e em sociedade com Edouard Bouffard começou a produzir peças para canetas-tinteiro e lapiseiras. A dupla fabricava inicialmente para terceiros, entre eles a famosa marca francesa Waterman. À medida que o negócio de peças para instrumentos de escrita começou a crescer, o desenvolvimento da esferográfica avançava, tanto na Europa como nos Estados Unidos, e Marcel viu o enorme potencial desse novo instrumento de escrita. Depois de obter os direitos das patentes para uma esferográfica criada em 1935 pelo inventor húngaro Ladislao Biro, que estava refugiado na Argentina, melhorou seu processo de produção e introduziu no mês de dezembro de 1950 suas canetas confiáveis e a preço acessível na Europa, chamando-as de BIC CRISTAL BALLPOINT, uma abreviação rápida e fácil de seu sobrenome. Como ele pretendia exportar o produto para os Estados Unidos, o H do final nome foi suprimido. Isto porque, em inglês bich tem a pronúncia parecida com bitch, um pesado palavrão. A caneta que permitia escrever facilmente através de uma pequena esfera situada na ponta fez tanto sucesso que, em apenas dois anos, o volume anual de vendas ultrapassou os 21 milhões de unidades.


Começou então a exportar para vários países da Europa como a Itália em 1954 e após a aquisição da Biro-Swan, passou a vender também para a Inglaterra, Austrália e Nova Zelândia. Em 1956 a empresa começou a operar oficialmente no Brasil. Dois anos depois a empresa introduziu sua caneta no mercado americano. No início, os consumidores relutavam em comprar uma caneta BIC, já que tantas outras canetas haviam sido lançadas sem sucesso no mercado americano por outros fabricantes. Para acabar com essa relutância, a empresa BIC criou uma campanha publicitária em rede nacional de televisão para comunicar aos consumidores que esta caneta esferográfica “Escreve logo de cara, sempre!” (Writes First Time Every Time) e que seu preço era de apenas US$ 0.29. A BIC também lançou anúncios que mostravam as canetas sendo atiradas de rifles, amarradas a patins de gelo e até montadas sobre britadeiras. Após um ano, a concorrência forçou a queda de preços para US$ 0.10 por caneta.


Em 1965, a marca francesa ingressou nos mercados japonês e mexicano. Ainda neste mesmo ano, o governo francês concedeu autorização para utilização de canetas esferográficas nas escolas, abrindo um enorme mercado para a marca. Em 1969, a BIC já fabricava 25% das canetas usadas em todo o mundo. A empresa então expandiu seu leque de produtos, introduzindo no mercado isqueiros e barbeadores descartáveis, e começou a ingressar em mercados estrangeiros criando subsidiárias, adquirindo o controle de companhias internacionais ou através de agentes. Na década de 90, a BIC focou sua expansão internacional na Europa Central e Oriental, além do continente asiático. Com a chegada do novo milênio, a BIC resolveu ingressar em novas categorias de produtos, especialmente com o lançamento de uma completa linha de pilhas e baterias. Em 2004, ingressou no mercado de canetas-tinteiro escolares com a aquisição da Stypen na França; e pouco depois, em 2006, ingressou no mercado de etiquetas adesivas com a aquisição da Pimaco Autoadesivos no Brasil.


A partir de 2007 a empresa francesa investiu pesado no segmento de produtos promocionais adquirindo várias empresas, como por exemplo, a americana Atchison (maletas promocionais), Antalis (na Europa) e Norwood (segundo maior fornecedor de produtos promocionais de não vestuário do mercado americano). Com o objetivo de oferecer soluções simples, engenhosas e confiáveis, nos últimos anos, a BIC lançou centenas de novos produtos de papelaria voltados para crianças, adolescentes, jovens e adultos. Tal iniciativa fez com que a marca passasse a ser vista como parte do dia a dia de seus diversos públicos.


A linha do tempo
1956
Lançamento da BIC M10 CLIC, uma caneta de ponta retrátil.
1961
Lançamento da caneta esferográfica BIC escrita fina.
1969
Criação da BIC GRAPHIC nos Estados Unidos, uma divisão que fornece produtos promocionais impressos, como por exemplo, canetas, lápis, lapiseiras, isqueiros, blocos adesivos, lanternas, entre outros produtos, personalizados com logotipos e marcas de empresas que procuram por ações promocionais de alto impacto.
1970
Lançamento da BIC 4-COLORS, uma caneta retrátil que continha quatro cores: azul, vermelho, verde e preto.
1973
Diversificou sua gama de produtos com a introdução dos famosos isqueiros com chama regulável (BIC LIGHTER). O isqueiro rapidamente se tornou um sucesso por sua qualidade, confiabilidade e facilidade de manuseio.
1975
Lançamento dos primeiros barbeadores descartáveis (BIC SHAVERS) do mundo. Este produto estabeleceu novos padrões de conforto e acessibilidade, e revolucionou os hábitos de barbear em muitos países.
1979
Criação da BIC MARINE (hoje conhecida como BIC SPORT) pelo barão Marcel Bich, que adorava o mar e havia notado a crescente popularidade do windsurfe naquela época. Ele tinha confiança no futuro do esporte e investiu em máquinas modernas que lhe permitiram fabricar milhares de pranchas de windsurfe a um preço acessível. Durante 20 anos esta divisão paradoxalmente escreveu a história do esporte com uma série de lendários competidores e projetistas. Hoje é um dos líderes mundiais na produção de pranchas de windsurfe e surfe, além de caiaques. Sua tecnologia avançada lhe permite oferecer a melhor relação custo/benefício do mercado. Atualmente a fabricação dos produtos BIC Sport é concentrada na Europa. Todos os anos são produzidos 65 mil peças e 60% delas são exportadas para mais de 90 países em todo mundo.
Ingressou no mercado de colorir e desenhar através da aquisição da empresa Conté na França.
1980
Lançamento da BIC ROLLER, caneta que proporcionava uma escrita mais fluente.
1981
Lançamento das pranchas de Windsurfe (BIC SPORT SAILBOARD).
1985
Lançamento do mini-isqueiro (BIC MINI LIGHTER).
1988
Lançamento da linha de lapiseiras BIC.
1989
Lançamento do perfume BIC (PARFUM BIC). O produto foi descontinuado dois anos depois devido à baixa expectativa de venda.
1990
Lançamento do isqueiro decorativo com chama fixa.
1991
Lançamento do isqueiro eletrônico (BIC ELECTRONIC LIGHTER).
1992
● Em junho adquiriu a empresa Wite-Out, fundada em 1966 quando os inventores americanos George Kloosterhouse e Edwin Johanknecht criaram a primeira fórmula de líquido corretivo aplicável sobre papel fotostático para foto-copiadora, com o nome de Líquido Corretor Wite-Out WO-1. Em 1981 lançou um líquido de secagem rápida à base de solvente, e em 1990 revolucionou a indústria de produtos corretivos ao apresentar o Líquido Corretivo For Everything, efetivo para todos os usos – máquinas de escrever, escrita manual, fotocópias, fax.
1994
Lançamento do BIC TWIN SELECT, barbeador descartável com duas lâminas.
1996
Lançamento da caneta corretiva BIC WITE-OUT, seguida pela fita corretiva no ano seguinte.
1998
Lançamento do mini-isqueiro eletrônico.
Lançamento do BIC PLUS, barbeador descartável com uma lâmina e fita lubrificante.
Aquisição da tradicional marca de canetas americana Sheaffer.
1999
Lançamento de várias esferográficas com grip que proporcionava uma escrita muito mais firme.
2000
Lançamento do acendedor multiuso BIC MEGALIGHTER.
2001
Lançamento da linha de produtos de escrita (canetas esferográficas, canetas roller e lapiseiras) dirigido às crianças, com os famosos e amáveis personagens da Disney.
Lançamento do BIC SURESTART OOUTDOOR, um acendedor multiuso para lareiras e velas.
2002
Lançamento do porta-isqueiro.
2003
Lançamento do barbeador descartável com três lâminas BIC CONFORT 3.
Lançamento da linha DISNEY MAGIC ARTIST BIC, composta por giz de cera, canetas de ponta de feltro, grande variedade de lápis de cor, assim como os kits de teatro.
Lançamento da cola BIC GLUE.
2004
Lançamento do depilador feminino descartável com três lâminas BIC SOLEIL.
Criação da marca BIC KIDS, oferecendo uma linha completa de produtos de colorir (lápis de cor, canetas para desenhar e colorir e giz de cera). Anteriormente essa linha estava sob a marca Conte.
Lançamento do novo marcador permanente BIC.
2005
Lançamento de uma linha Premium de instrumentos de escrita.
Lançamento da BIC SELECT, uma caneta com corpo de metal.
2006
Lançamento do barbeador descartável BIC CONFORT 3 com cabeça móvel.
Lançamento do BIC DUO, caneta e marcador de texto em um mesmo instrumento.
2008
Lançamento do BIC PHONE, um celular descartável com 60 minutos de conversação, bateria carregada e cartão pré-pago. O produto, inicialmente vendido somente na França, pode ser encontrado em estações de trens, bancas de jornal e aeroportos.
2009
Lançamento da linha BIC ecolutions™, constituída por produtos que colaboram para a preservação do meio ambiente e utilizam materiais reciclados ou materiais provenientes de fontes menos agressivas ao meio ambiente. A linha é composta por diversos produtos como: caneta BIC ECOlutions Round Stic, cujo material reaproveita embalagens longa vida (pós-consumo) da Tetra Park, uma ação que auxilia também as atividades dos coletores e recicladores; cola bastão, única produzida com 100% de plástico reciclado, é lavável, segura e não tóxica.; lápis BIC Evolution ECOlutions, fabricado com aparas de embalagens de iogurte, evitando que o resíduo seja descartado na natureza sem tratamento; barbeador, feito de material natural renovável (o bioplástico) e bio-pigmentos de origem vegetal; e corretivo à base de água que não tem solventes e portanto é inofensivo ao meio ambiente.
2011
Lançamento no mercado brasileiro da BIC BOND, uma cola instantânea com exclusivo pino Anti-entupimento, que garante maior durabilidade e praticidade durante a utilização.


A evolução visual
O famoso logotipo da BIC é dividido em 2 partes: o “BIC BOY” e as três letras BIC, versão abreviada do sobrenome de família do fundador da empresa, Michael Bich. Em 1950, quando ele lançou sua famosa caneta BIC Cristal Ballpoint em Clichy na França, o logotipo era composto por três letras dentro de um paralelogramo vermelho.


O famoso personagem BIC BOY foi criado pelo designer francês Raymond Savignac, responsável pela primeira campanha publicitária da marca em 1952 que tinha como slogan “elle court, elle court, la Ponte Bic” (it’s run, it’s run, the Bic Point). Em 1961, a marca desenvolveu uma nova campanha para promover sua nova BIC BALLPOINT, e para chamar a atenção das crianças, criou um estudante com a cabeça sendo substituída pela ponta redonda das famosas canetas, segurando uma caneta por trás. Surgia assim o BIC BOY. Em 1962 o personagem foi incorporado definitivamente ao lado esquerdo do logotipo que passou a ter a cor amarelada e nunca mais foi modificado.


Os slogans
Flick Your Bic. (1967)
It’s run, it’s run, the Bic Point. (1952)
Our Quality Comes in Writing.
Think BIC.
BIC, é assim que se escreve.
(Brasil)


Dados corporativos
● Origem:
França
● Fundação:
25 de outubro de 1945
● Fundador: Marcel Bich e Edouard Bouffard
● Sede mundial: Clichy, França
● Proprietário da marca:
Société Bic S.A.
● Capital aberto: Sim (1972)
● Chairman:
Bruno Bich
● CEO:
Mario Guevara
● Faturamento: €1.83 bilhões (2010)
● Lucro: €207.5 milhões (2010)
● Valor de mercado: US$ 3.2 bilhões (dezembro/2011)
● Presença global: + 160 países
● Presença no Brasil:
Sim
● Maiores mercados:
Europa e Estados Unidos
● Funcionários: 9.313
● Segmento:
Papelaria
● Principais produtos:
Canetas, corretores, isqueiros e barbeadores
● Principais concorrentes:
Faber-Castell, Crayola, Paper-Mate e Gillette
● Ícones:
A caneta esferográfica BIC CRISTAL e o personagem BIC BOY
● Slogan:
Our Quality Comes in Writing.
● Website: www.bicworld.com

A marca no mundo
Hoje em dia para satisfazer necessidades específicas dos consumidores, a BIC oferece um leque de produtos de papelaria vendidos sob uma série de marcas em categorias diversas como instrumentos de escrita e marcadores (BIC, STYPEN e SHEAFFER), colorir e desenhar (CONTÉ e BIC KIDS), produtos para corrigir (WITE-OUT e TIPP EX) e produtos promocionais, além de barbeadores e produtos derivados, isqueiros e até telefone celular. Os produtos da empresa francesa estão presentes em mais de 3.2 milhões de pontos de venda em 160 países ao redor do mundo. As canetas BIC se tornaram as mais famosas do mundo, vendendo em um único dia 21 milhões de unidades, totalizando mais de 100 bilhões de unidades anualmente. A empresa ainda vende diariamente 5 milhões de isqueiros, 24 milhões de produtos de papelaria e 10 milhões de barbeadores. A divisão de produtos para escrita responde por 51% do faturamento da empresa, a de isqueiros 27% e a de barbeadores e depiladores por 18%. Seus maiores mercados são a América do Norte (46%) e a Europa (30%).

Você sabia?
Em 2002, a caneta esferográfica BIC Cristal entrou na coleção permanente do Museu de Arte Moderna de Nova York (MOMA), no Departamento de Arquitetura e Design. Três anos depois foi a vez do isqueiro BIC MAXI ter a honra de ingressar na coleção.
Cada caneta BIC escreve entre 2 e 3 quilômetros. O isqueiro BIC Maxi acende 3 mil vezes ou mais. Em média um barbeador BIC oferece dez dias de barbear.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 4/12/2011

4 comentários:

joão disse...

voces sabem qual é a fonte da escrita BIC?? alguem sabe me dizer?
obrigado

Anônimo disse...

Bom-dia. Gostaria de dar uma sugestão, perdoa-me se estiver sendo meio interometido.Os aparelhos Bic de barbear, para homens, clao, são muito bons, pequenos e de fácil manuseio. Minha sugestão é a seguinte: nós homens com a idade nascem pelos dentro do nariz, dos ouvidos...
Seria viável fazer a extremidade do cabo do aprelho de barbear BIC mais arredondado e nele uma pequena lâmina em forma de cunha, dem a ponta ser um estilete, meio arredondada a lâmina e acionada por um pequeno botão para que ela apareça na ponta , cabo, do aparelho, para podermos passar sem se machucar dentro do nariz e dentro dos ouvidos!
a extremidade do cabo do aparelho, CONFORT, O MAIS SIMPLES, MAIS ARREDONDADO E UMA PEQUENA LÂMINA QUE ACIONADA APARECERIA E SE PODERIA PASSA-LA LENTAMENTE DENTRO DO NARIZ SEM SE MACHUCAR, NUM FORMATO MEIO ARREDONDADO EM FORMA DE CUNHA, SEM SER PONTUAGUDA.
crEIOQUE QUEM INOVAR NESSA PARTE TERÁ SEUS APRELHOS MAIS VENDIDOS.
É UM GRANDE PROBLEMA APARARAR OS PELOS DENTRO DO NARIZ E OUVIDOS.
Eu passo lentamente os parelhos BiC, esse menores dentro do nariz para raspar os peoos interiores, se tivesse uma pequena lâmina meio arredondada estilo côncavo, poseria passar o cabo, o pé do cabo dentro do nariz e raspar meus pelos.
Perdoa-me pela sugestão, mas seria muitoa bem vinda tal inovação!
Um grande abraço.
Lucas Durand.
lucasdurand@ig.com.br

André Vessoni disse...

A Bic me surpreendeu quando fui fazer um trabalho sobre multinacional baseado nela não sabia que ela era tão histórica em forma de tempo de sua criação e de sua ideologia.
não é só uma empresa que só faz umas canetinhas baratas mais sim que teve uma grande histórico mundial EX:Exportada na Europa, EUA, Brasil, Japão, México etc...

sinesio feitosa disse...

É impressionante o tempo de duração de uma barbeador descatavel da Bic. Usei o de uma lâmina por muito tempo e atualmente estou usando o de tres.
O corte é mais macio que a do concorrente e tem que se tomar muito cuidado quando novos porque o bicho corta muito.
Só gostaria que fosse criado um sistema de limpesa mais eficiente para que não precisemos ficar batendo o dito parelho na pia.